23/07/13

HISTÓRIA DA AVIAÇÃO - Fouga Magister



HISTÓRIA DA AVIAÇÃO - Fouga Magister


Foto: 23rd July 1952 - EADS Heritage
http://flic.kr/p/dBFYxV

First flight of the twin-jet Fouga CM 170 Magister. It was used by the French Air Force and also for 16 years by the Patrouille de France aerobatic team. It was exported to 19 countries and built under licence in Germany, Finland and Israel.
[foto:EADS]

Em 23 de Julho de 1952 era realizado o primeiro voo do bi reator Fouga Magister.

 O Fouga Magister (designação da empresa CM.170) é uma aeronave francesa, bi-reator de treinamento fabricada em 1950 ,de dois lugares. 

O CM.175 Zéphyr era uma versão transporte para a Marinha francesa. Embora às vezes seja considerado como o primeiro avião treinador turbo-alimentado de dois lugares , reivindicações semelhantes são feitas para o Fokker S.14 Machtrainer cujo primeiro voo, produção e entrada de serviço teriam sido feitos um ano antes.


[foto:Fokker S.14 Machtrainer - via:Wikipédia]
File:FokkerS14.jpg

 No entanto, , o Magister foi muito mais bem sucedido do que a Machtrainer, sendo produzido em número muito maior , sendo exportado para vários países. Cerca de 1.000 Magísteres foram construídos em comparação com os 21 Machtrainers. Projeto e desenvolvimento .


File:Fouga CM.170M Magister No.01Aeronavale LeB 29.05.57 edited-2.jpg
[foto:A primeira aeronave CM.170M foi desesnvolvida para o Aeronavale no Paris Air Show maio 1957]

 Em 1948, Fouga Magister foi projetado para ser um dos principais jatos de treinamento ,chamado CM.130 para a Força Aérea Francesa (Armée de l'Air, AdA) para substituir a aeronave Morane-Saulnier MS.475 a pistão . Quando a "AdA" encontrou na aeronave uma falta de potência dos dois turbojatos Turbomeca Palas, A Fouga ampliou o projeto básico e usou um motor mais potente Marboré Turbomeca. 


[foto:CM.8 (Aka Castel-Mauboussin 8) planador Fouga]
File:Fouga CM.8.13.jpg O distintivo V-tail (calda em "V") do novo CM.170 Magister originou no CM.8 (Aka Castel-Mauboussin 8) planador Fouga estava usando a experiência com motores a jato.

 Em dezembro de 1950,a AdA ordenou três protótipos, com a primeira aeronave voando em 23 de Julho de 1952.






Um lote de pré-produção de 10 jatos foram encomendados em junho de 1953, seguido pela primeira ordem de produção de 95 aeronaves em 13 de janeiro de 1954. 


A Fouga construiu uma nova fábrica de montagem em Toulouse-Blagnac para produzir o avião.


 A aeronave entrou em serviço com a AdA em 1956. Devido a diferentes fusões industriais, a aeronave foi conhecido como o "CM.170 Fouga Magister", "Potez (Fouga) CM.170 Magister", Sud Aviation (Fouga) CM.170 Magister "e" Aerospatiale (Fouga) CM. 170 Magister ", dependendo de onde e quando eles foram construídos.  



File:Fouga CM170 N385F BFI 16.09.98R edited-3.jpg
[foto:French Air Force CM170R privately operated from Boeing Field Seattle in 1998]

Aeronavale da Marinha francesa aprovou um derivado do Magister, o CM.175 Zephyr, como um treinador básico para a formação de pouso em convés e operações de transporte. Estes foram antecedidas por dois protótipos designados Magister CM.170M, que fizeram seus primeiros voos em 1956/57 respectivamente. 

 Uma versão melhorada do Magister designado CM.170 Magister-2 foi produzido a partir de 1960. foi utilizado um motor mais potente Turbomeca Marboré IV. 


A produção do Magister parou na França em 1962, mas continuou a ser construído na Finlândia até 1967. O desenvolvimento da aeronave chegou ao fim quando a Força Aérea Francesa selecionou o Alpha Jet como seu novo treinador a jato. Após a aposentadoria, uma série de Magister foram comprados por pilotos e proprietários privados nos EUA que são operados na categoria experimental. 



[vídeo:Fouga Magister Jet: Airshow Display - Publicado em 23/12/2012/por:HAFUVideo - via:Youtube.com]


 Fouga Magister na Esquadrilha da Fumaça

 A Esquadrilha da Fumaça, oficialmente denominada Esquadrão de Demostração Aérea - EDA, foi formada em 1952, com aeronaves North American T-6. 


[foto:Airliners.net]


Essas aeronaves, fabricadas em meados dos anos 40, estavam desgastadas e envelhecidas no final dos anos 60, e o Governo Brasileiro resolveu substituí-las no EDA por pequenos jatos de treinamento de fabricação francesa, os Fouga 170-2 Super Magister.


 A Força Aérea Brasileira adquiriu, em 1968, 7 exemplares do modelo aperfeiçoado CM-170-2 Super Magister, dos quais 137 foram fabricados. Essas aeronaves possuiam motores Marboré IV, um pouco mais potentes. 


A FAB denominou o modelo como T-24.


Os T-24 Fouga Magister, infelizmente, não fizeram sucesso na Esquadrilha da Fumaça, embora pudessem oferecer um espetáculo interessante por produzirem fumaça colorida, uma exclusividade dos jatos. Um dos problemas era o altíssimo consumo de combustível, o que também limitava muito a autonomia da aeronave. 


Outro problema sério da aeronave era a sua restrição para operar somente em pistas pavimentadas.



 Na década de 1960, a maioria das pistas no Brasil eram de terra ou grama, limitando bastante as operações da Esquadrilha, que era, como ainda é, um importante meio de divulgação da Força Aérea Brasileira e também do Governo da época, a Ditadura Militar imposta pela Revolução de 31 de Março de 1964.





 De fato, a esquadrilha dos jatos realizou apenas 46 demonstrações, a partir de 1969, sendo desativada definitivamente em 1972.



[foto:T-6 FAB-via:www.aereo.jor.br]


O EDA voltou a utilizar os velhos T-6, que permaneceram ativos ate 1977, quando a Esquadrilha foi desativada, voltando a operar somente em 1982 com aeronaves Embraer T-27 Tucano. 







As aeronaves foram vendidas, mas um exemplar foi preservado e encontra-se hoje no Museu Aeroespacial - MUSAL, no Rio de Janeiro. 


[foto:Fouga Magister em exposição no MUSAL - via:forum.contatoradar.com.br]




[Fouga+magister+2.jpg][foto:Airliners.net]

 Mais recentemente, um Fouga Magister civil (foto acima) voltou a operar no Brasil. 

Foi matriculado como aeronave experimental, com o prefixo PP-ZIS. Infelizmente, essa aeronave foi destruída por um acidente em um canavial em Lagoa da Prata/MG, em 2 de junho de 2009, sem vítimas fatais.(assista ao vídeo abaixo)



[vídeo:Enviado em 04/06/2009 - por:xorkcorknup /via:Youtube.com] 


Fonte:Wikipédia;cultura aeronautica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...