30/07/13

HISTÓRIA DA AVIAÇÃO - Força Aérea russa: um século de tradição


Força Aérea russa: um século de tradição


[foto:www.forumeerstewereldoorlog.nl]

 Há cem anos, em 31 de julho de 1913, em Krasnoe Selo, arredores de São Petersburgo, realizou-se a primeira parada aérea do país, que contou com a presença do imperador Nicolau II. Nesse ano, 13 aviões subiram ao céu.

 A Rússia já tinha nesses anos pilotos notáveis. Entre eles, por exemplo, Piotr Nesterov, que pela primeira vez na prática mundial realizou no céu um loop morto. Conta o historiador da aviação Viktor Kulikov. “Eram apenas 13 aviões. Conservou-se uma fotografia. 

A aviação naquela época era ainda uma coisa exótica, os aviões eram usados fundamentalmente para fins de reconhecimento e comunicação. No verão de 1913 foi criado um destacamento com alguns aeroplanos, que também eram usados durante manobras”. 


[foto:www.planobrazil.com]
Em Krasnoe Selo foram mostrados biplanos de combate de produção estrangeira. Mas, naquela parada de 1913 o projetista Igor Sikorsky apresentou ao imperador o primeiro avião quadrimotor de passageiros do mundo, o Vityaz Russo. 

[foto:elchistoria.blogs.sapo.pt]




Nicolau II premiou o construtor de aviões, então com 24 anos de idade, com um relógio de ouro. Um ano depois, na base desse avião, Sikorsky construiu o primeiro bombardeiro pesado na prática mundial, o Ilia Muromets. 


Devemos assinalar que até 1917 havia mais de 300 diferentes unidades, instituições e estabelecimentos de ensino na composição da Força Aérea russa. 





[foto:Ilya Muromets Russian bombers - via:www.wio.ru]

Os pilotos russos na Primeira Guerra Mundial demonstraram o estilo próprio da escola russa de combate aéreo. 



[fotoValery Chkalo - vvia:nibler.ru]
Nos anos de 1930, quando na União Soviética foi criada sua indústria da aviação, as paradas da Força Aérea tornaram-se tradicionais, na época 600 aviões tomavam parte nelas. Nas paradas no céu sobre a Praça Vermelha tomou parte o famoso piloto Valeri Chkalov. 

Em sua vida ele testou não menos de trinta aviões de novas construções e realizou o primeiro voo sem escala de Moscou a Vancouver através do Polo Norte. 


Conta o especialista em aviação Alexander Medved. “Depois do fim da Segunda Guerra Mundial a tradição continuou, mas em Moscou a última parada militar da aviação ocorreu em 1957.


 Depois dessa altura, elas passaram a se realizar no aeroporto de Tushino, nos arredores de Moscou. E nos anos dois mil a tradição foi restabelecida – as paradas voltaram aos céus de Moscou”. Em 9 de maio último, durante a parada militar em comemoração do Dia da Vitória, sobre a Praça Vermelha voaram sessenta e oito aviões e helicópteros. 


Foram apresentados trios de aviões pesados, grupos de abastecimento, destacamentos da aviação do exército e operacional-táctica. Pilotos dos grupos de pilotagem Russkie Vityazi e Strizhi, que continuam a tradição de Piotr Nesterov e Valeri Chkalov voaram em 9 caças de combate na famosa formação “Brilhante de Kubinka”.




[vídeo:Airshow Moscow 2012 - Publicado em 07/04/2013/por:Marcin Świątczak - via:Youtube.com]


Fonte:Voz da Russia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...