22/07/13

CRISE INTERNACIONAL - PANAMÁ - PRESIDENTE MARTINELLI DIVULGA FOTOS DOS CAÇAS EM CONTAINERES NO NAVIO NORTE-COREANO


PANAMÁ - PRESIDENTE MARTINELLI DIVULGA FOTOS DOS CAÇAS EM CONTAINERES NO NAVIO NORTE-COREANO

MIG-21 encontrado em barco norte-coreano. (Imagem: France Press)
[foto:Cavok]

 Panamá– O presidente do Panamá Ricardo Martinelli publicou na sua conta do twitter @rmartinelli imagéns dos aviões Mig-21 que foram localizados dentro de um contêiner no navio norte-coreano Chong Chon Gang, que vinha de Cuba. 


O Conselho de Segurança das Nações Unidas irá analisar o armamento e avaliar se a Coreia do Norte ou Cuba descumpriram alguma resolução da ONU, que proíbe comercializar armas com o país asiático devido a seus testes nucleares. (Imagem: www.thestar.com.my )
[foto:Cavok]

embarcação se dirigia à Coreia do Norte. O mandatário tomou as imagens desde o porto de Manzanillo, em Colón, Panamá, onde está navio norte-coreano. 

Martinelli assistiu à inspeção da carga do barco e retirada dos aviões. Cuba admitiu que tinha material bélico na embarcação e que não tinha sido declarado. 

Segundo funcionários cubanos tratava-se de equipamentos obsoletos. 

 As autoridades de segurança do Panamá informaram no domingo (21JUL13), que encontraram dois aviões militares e equipamentos e lançamento de foguetes em outros contêineres descarregados do barco norte-coreano retido no porto do Caribe Panamenho com armas escondidas procedentes de Cuba.

 Martinelli, acompanhado de outras autoridades, visitou novamente no domingo o Puerto Internacional de Manzanillo, na Província de Colón, 80 km (50 milhas) ao norte da capital, para tornar público os últimos artefatos bélicos encontrados. Na segunda (15JUL13) foi informado da retenção do navio com material militar oculto debaixo de milhares de toneladas de açúcar. 

 Cuba informou no dia seguinte que a embarcação tinha zarpado desde um porto da ilha, com 10 mil toneladas métricas de açúcar e 240 toneladas de armamento defensivo antigo para ser recondicionado na Corai do Norte e após devolvido. Detalhou que entre os armamentos havia dois caças MiG.21 Bis e 15 motores deste tipo de aeronave, assim como duas unidades de foguetes antiaéreos Volga e Pechora, nove foguetes e peças. 

 As autoridades judiciais do Panamá têm acusado a tripulação de 35 marinheiros norte-coreanos da tentativa de passar armamento não declarado pelo Canal do Panamá e formularam acusações de atentar contra a segurança coletiva por transportar um carregamento bélico ilegal. 

 O governo do Panamá solicitou às Nações Unidas que envie especialistas para inspecionarem carga e determinem se houve uma violação do embargo de armas imposto à Pyongyang. Uma missão de especialistas da ONU chegará ao Panamá na primeira semana de agosto, declarou o governo panamenho.


Fonte:DefesaNet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...