10/07/13

AEROPORTOS - Aeroporto de Uberaba está fora das normas de segurança



Aeroporto de Uberaba está fora das normas de segurança


[foto:www.infraero.gov.br]

 Moradores da região devem sofrer desapropriações. Qualidade e valor do serviço em voos também podem ser afetados. 

 O Aeroporto de Uberaba está fora das normas de segurança e a Infraero chegou a ser multada pela Agência Nacional de Aviação Civil.
Moradores da região devem sofrer desapropriações (Foto: Reprodução/TV Integração)
[Foto:G1.com]

 Nesta semana, o prefeito Paulo Piau tratou do assunto, em Brasília. Cláudio Costa Junqueira, secretário de Planejamento, conta que a decisão foi mesmo pela desapropriação de uma área que próxima a cabeceira da pista. “Faremos uma audiência pública para termos uma ideia de quais são as necessidades da população, apresentaremos os projetos para a Infraero”. 

A legislação determina como medida de segurança que, do centro da pista de pouso e decolagem até as laterais, é preciso ter, pelo menos, 150 metros sem obstáculos. Mas não é o que realmente acontece. 

Segundo a Secretaria de Planejamento, o levantamento aponta que cerca de 90 imóveis estão localizados nessa área. 

superintendente da Infraero, João Itacir, concorda que essa é realmente a melhor opção. A redução da pista implica na diminuição no tamanho de aeronaves com autorização para pouso e decolagem. “Isso reflete diretamente no tamanho da aeronave que opera. 

reflexo certamente afetará o transporte aéreo regular e diretamente a sociedade de Uberaba. Existe uma outra questão, que é o futuro do aeroporto. Neste momento estamos elaborando o plano diretor, pensando a longo prazo”, afirmou. 

A preocupação de quem utiliza o transporte aéreo é de que a qualidade e o valor do serviço sejam afetados. 

Para o piloto de helicóptero Antônio Jordão, limitar o tamanho das aeronaves que podem pousar, reduz a chance de novas linhas atuarem na cidade. “A gente vive a expectativa de outras companhias maiores passarem a operar em Uberaba.” Incerteza também para quem mora na zona de segurança.

 O aposentado Carlos Antônio Martins comprou a casa recentemente e está com medo de ter prejuízos. “Se eu soubesse deste projeto não teria averbado a minha casa”, reclamou.


Fonte :G1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...