31/07/13

AÉREAS vs DEMISSÕES - TAM vai demitir quase mil


TAM vai demitir quase mil 

[foto:veja.abril.com.br]

 Por João José Oliveira | De São Paulo 

A TAM Linhas Aéreas iniciou ontem negociação com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) para reduzir seu quadro de pilotos, copilotos e comissários. A companhia, que lidera o mercado brasileiro, informou que o ajuste será de "menos de mil postos de trabalho".



 O número está próximo daquele previsto pelo presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Marcelo Ceriotti, que projeta em 950 os cortes na aérea. Esse número representa 3,2% dos 29,5 mil empregados que a empresa tem no Brasil. "Nosso trabalho agora é buscar minimizar o impacto desse processo", disse. "Estamos sugerindo a criação de um PDV [Plano de Demissão Voluntária] e respeito à ordem de demissões", disse Ceriotti, referindo-se à sequência regulamentar que prevê iniciar as dispensas pelos funcionários em processo de admissão ou recém-contratados. 

 Segundo a TAM, o objetivo do ajuste é "garantir a sustentabilidade do negócio da empresa, que convive com alta significativa dos custos (dólar e combustível), o que a levou a reduzir a oferta, no acumulado de 2011 até agora, em 12% no mercado doméstico".

 Entre janeiro e junho de 2013, pela primeira vez em dez anos, as companhias aéreas brasileiras fecharam um semestre com retração de oferta, enquanto a demanda teve a menor expansão desde 2003.

 Segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a oferta doméstica medida em assentos-quilômetros oferecidos (ASK) caiu 2,9% em junho ante o mesmo mês de 2012, completando dez meses seguidos de retração. 

A demanda medida em passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK) cresceu 2,8% na mesma base de comparação.

 Nos seis primeiros meses do ano, a oferta acumulou queda de 5,8%, em comparação ao mesmo período de 2012. A demanda subiu apenas 0,09%. Nesse intervalo, a TAM eliminou 11% da disponibilidade de assentos. Desde janeiro de 2012, diz o presidente do sindicato, as demissões em todas as companhias aéreas somam 1,5 mil. "Com esses cortes da TAM, vamos chegar a mais de 10% da categoria", afirmou Ceriotti.

 O Sindicato Nacional dos Aeronautas representa 20 mil empregados, segundo o sindicalista. Só a Gol, segunda maior empresa do setor no país, reduziu seu quadro de 20,5 mil trabalhadores no quarto trimestre de 2011 para 17,6 mil funcionários no encerramento de 2012. No fim de junho, a empresa anunciou a redução de 3% dos cerca de 6.550 voos que faz por semana para cumprir a meta de aprofundar o corte de oferta de assentos em 2013 em 9% sobre o ano passado. A redução anterior era de 7%.


Fonte:Valor Econômico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...