14/07/13

DEFESA & TECNOLOGIAS - DARPA vai desenvolver radar de abertura sintética para aeronaves AC-130 gunship


DARPA vai desenvolver radar de abertura sintética para aeronaves AC-130 gunship



 Especialistas de radares militares junto a Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA), em Arlington, Virgínia, estão buscando junto a divisão de Dispositivos Eletrônicos da L-3 Communications Corp, em San Carlos, na Califórnia, a concepção e testes de voo de um sistema de imagem radar que permite que os aviões dos EUA possam atingir alvos terrestres manobrando através de nuvens, de poeira e de outros meios sem visão. 


[foto:www.shephardmedia.com]

 A DARPA na segunda-feira entregou a L-3 um contrato de US$ 2,6 milhões para o programa de desenvolvimento e projeto de sistemas do Video Synthetic Aperture Radar (ViSAR), que visa desenvolver um protótipo radar que pode detectar e rastrear alvos em movimento voando dentro de nuvens com a mesma capacidade que os atuais sistemas de mira infravermelha possuem em tempo claro. 


[foto:opticalengineering.spiedigitallibrary.org 


 O objetivo do programa ViSAR da DARPA é superar as limitações climáticas através do desenvolvimento de um sensor de radar ativo que permita que as aeronaves Gunship AC-130 da Força Aérea dos EUA e outros aviões possam ter uma imagem, rastrear e adquirir alvos terrestres em movimento quando voando entre as nuvens, poeira ou outros meios sem visão. 

 Esta nova capacidade aumentaria a quantidade de tempo de apoio aéreo aproximado que está disponível e negando ao inimigo a capacidade de proteger a si mesmo, operando em condições de tempo nublado, disseram os representantes da DARPA. 


Esse recurso também permitiria que aviões dos EUA usassem as nuvens como uma tela ao atacar alvos terrestres com o sistema ViSAR. O AC-130 será a principal aplicação para este esforço, e os engenheiros da L-3 vão projetar o sistema ViSAR para combinar as capacidades e dimensões nos aviões.




[foto:secretvietnamwar.com]

 O AC-130 é uma variante de ataque ao solo fortemente armada da aeronave de transporte Lockheed Martin C-130 Hercules, projetado para apoio aéreo aproximado. 

Seu armamento varia de metralhadoras de 7,62 milímetros até um canhão de 105 milímetros.


[vídeo:Lockheed AC-130 Gunship - USAF Aerospace Power  - Enviado em 27/03/2010/por:AIRBOYD - via:Youtube.com]

 Para este contrato a L-3 Electron vai desenvolver um amplificador do transmissor de alta potência do radar de abertura sintética, bem como construir e demonstrar um sistema ViSAR que oferece as mesmas capacidades de designação de alvos através das nuvens, como os atuais sistemas de mira infravermelha fornecem em tempo claro.

 Depois de desenvolver o sistema ViSAR, os especialistas da L-3 irão integrar e testar em vôo para uma possível eventual instalação nos AC-130 gunships. 


 Os sistemas de apoio aéreo normalmente usados nos AC-130s incluem sensores infravermelhos para atacar alvos móveis terrestres, tais como veículos e soldados de infantaria, disseram representantes da DARPA. 


A incapacidade para sensores de infravermelho receberem imagens através das nuvens, no entanto, limita manter o apoio aéreo aproximado por mais tempo. Em algumas regiões do mundo, a cobertura de nuvens limita o apoio aéreo aproximado por quase metade do tempo. Uma vez que os disparos começam, os sensores infravermelhos são incapazes de geram imagens através da poeira causada pelas explosões e pelos disparos.


 A L-3 irá projetar a tecnologia de sensores para resolver essa deficiência, acomodando várias configurações futuras possíveis para o sistema ViSAR, incluindo a instalação de um pod externo, ou a integração de um sensor de 15 ou 20 polegadas EO/IR.


 A DARPA pediu a BAE Systems, Raytheon, Nuvotronics e Northrop Grumman para desenvolver os avanços tecnológicos revolucionários, e não apenas uma melhoria da tecnologia radar existente.



Fonte:Cavok

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...