05/07/13

AEROPORTOS - Especialista da Unisys fala sobre tecnologias para aperfeiçoar o despacho de bagagens em aeroportos


Especialista da Unisys fala sobre tecnologias para aperfeiçoar o despacho de bagagens em aeroportos 


Evento promovido pela International Air Transport Association reúne membros do setor para ciclo de debates a ser realizado no auditório do Aeroporto Internacional da Guarulhos, em São Paulo. 

 A International Air Transport Association (IATA) promove a edição paulista do Passenger Experience Regional Workshop, que acontece nos dias 3 e 4 de julho (quarta e quinta-feira), no auditório do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos/ São Paulo. 

O objetivo do encontro é reunir empresas, entidades e outros especialistas no setor de transporte aéreo para discutir casos de sucesso e as melhores práticas que levem ao aumento da eficiência e da satisfação de milhares de passageiros que trafegam diariamente em aeroportos de todo o país. 

 Um dos apoiadores do evento, a Unisys trará para o Brasil seu diretor global de aeroportos, Haakan Andersson.

 Com mais de 25 anos de atuação no segmento de transportes, o especialista falará sobre novas tecnologias capazes de auxiliar na redução do tempo em que o passageiro permanece no aeroporto, envolvendo tanto o sistema convencional de despacho de bagagens, quanto novos canais, como aquele que permite ao passageiro realizar seu próprio check-in (self service check-in) ou ainda imprimir em casa a etiqueta de sua bagagem. 

 Expertise Unisys -Em abril deste ano, a Unisys apresentou seu novo Sistema de Reconciliação de Bagagem (BRS, na sigla em inglês), que oferece soluções que visam dar mais controle e agilidade ao processo, garantindo maior tranquilidade para os passageiros. A versão 4.0 está disponível como um serviço gerenciado para companhias aéreas, aeroportos e autoridades responsáveis pela segurança das bagagens de usuários de transporte aéreo. 

 O sistema da Unisys vincula os passageiros a suas bagagens, fazendo o rastreamento enquanto elas percorrem o sistema, ajudando as companhias aéreas a cumprirem os requisitos de segurança do setor, que proíbem, por exemplo, a viagem de bagagens desacompanhadas. 

 Quando os passageiros fazem o check-in, cada mala recebe um código de barras, que depois é lido e reconciliado com o registro do bilhete antes do embarque na aeronave. Como a companhia aérea tem um registro da ordem de embarque das bagagens, as malas podem ser rapidamente identificadas e recuperadas, caso o passageiro não consiga embarcar, evitando os inconvenientes e custosos atrasos nos voos.

Fonte:Portal Fator brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...