08/08/12

Terceiro teste hipersônico do X-51A está marcado para metade de Agosto


Terceiro teste hipersônico do X-51A está marcado para metade de Agosto


 Líderes da Força Aérea Americana (USAF) anunciaram que a terceira, e possivelmente última, tentativa de ultrapassar uma velocidade sustentada de Mach 5 com o demonstrador de tecnologia hipersônica X-51A foi marcada para o próximo dia 14 de Agosto. 

 Descrevendo o X-51A como “a chave para o próximo passo em veículos hipersônicos, Doug Bowers, diretor do Air Force Research Laboratory Aerospace Systems, afirmou que o sucesso dos voos iniciais do X-51A demonstraram a tecnologia inovadora do veículo. 

Discursando na Conferência de Propulsão Conjunta do Instituto Americano de Aeronáutica e Astronáutica, Bowers afirmou: “O primeiro voo do X-51A foi um sucesso, mas na tentativa do segundo voo ocorreu um problema com o sistema que prende o veiculo ao B-52 que serve de plataforma de lançamento, e no terceiro houve um problema com a entrada de ar do motor. 




Todos os voos de teste foram oportunidades de aprendizagem, e até ao primeiro voo não conhecíamos o desconhecido.” O último X-51A inclui uma serie de alterações no software e hardware do veículo que foram introduzidas para corrigir as falhas ocorridas durante o último voo que terminou prematuramente apenas 9,5 segundos, depois de ter sido alcançada a velocidade de Mach 5.

 O segundo voo em 13 de Junho de 2011, terminou quando o motor Pratt & Whitney Rocketdyne SJX61-2 sofreu uma falha durante a transição do combustível etileno para JP-7. O etileno é utilizado para iniciar o scramjet (supersonic combustion ramjet), enquanto o JP-7 é utilizado para o voo sustentado.

 Desenvolvido como um demonstrador de tecnologia para voos hipersônicos sustentados com capacidade para voar ate Mach 6,5, o X-51A atingiu uma velocidade de Mach 4,88 durante o seu primeiro voo no dia 25 de Maio de 2010. 

Apesar de não ter alcançado Mach 5, o ensaio foi considerado um sucesso técnico após ter voado 143 segundos dos 210 totais em scramjet, tornando o voo onze vezes superior ao anterior realizado por um veiculo em scramjet com reação a ar. 

O quarto X-51A está quase sendo concluído nas instalações da Boeing em Palmdale, California, mas atualmente não existe orçamento para os testes de voo.

 Fonte: Aviationweek – Via:Cavok/fotos:operatorchan.org;Cavok

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...