24/08/12

Inquérito conclui que queda de avião em Juiz de Fora foi acidente


Inquérito conclui que queda de avião em Juiz de Fora foi acidente


 Investigações foram finalizadas nesta quarta-feira (22). Delegado analisou provas e ouviu depoimento de oito pessoas.


 As investigações sobre as responsabilidades criminais envolvendo o acidente aéreo em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, que aconteceu no dia 28 de julho, foram concluídas nesta quarta-feira (22), sem apontar qualquer crime relativo à queda da aeronave. Com isso, o caso foi considerado acidente. 

 De acordo com a Polícia Civil de Juiz de Fora, o delegado Roney Ervilha, responsável pelo caso, concluiu o inquérito após receber e analisar o laudo de necrópsia dos corpos, feito pelo Posto de Medicina Legal, o laudo de levantamento do local, realizado pela Perícia Criminal e de solicitar o laudo técnico da Aeronáutica. Além disso, o delegado ouviu o depoimento de seis pessoas – o operador de plataforma aeronáutica, um funcionário de uma pousada e um funcionário de um condomínio, ambos próximos ao local do acidente, policiais militares, além do proprietário de um terreno ao lado do aeroporto. 

 Após a análise do material, o delegado concluiu que não há indícios suficientes para apostar qualquer responsabilidade criminal ao acidente. 

A Polícia Civil informou que problemas técnicos só poderão ser constatados com a perícia especializada. 

 Entenda o caso 

 A Polícia Civil em Juiz de Fora abriu inquérito policial no dia 30 de julho para apurar as causas do acidente com um bimotor King Air que deixou oito mortos na cidade neste sábado (28). 

O objetivo é apurar se há algum responsável pelas mortes para puni-lo criminalmente, enquanto, paralelamente, a Aeronáutica conduz investigação para evitar a ocorrência de novos acidentes com as mesmas características. Morreram na queda do avião o presidente da Vilma Alimentos, Domingos Costa; o filho dele, Gabriel Barreira Costa, de 14 anos; o vice-presidente de Marketing e Vendas, César Roberto de Pinho Tavares; a gerente de Controladoria, Lídia Colares de Souza Lima, que estava grávida de dois meses; a gerente de Recursos Humanos, Adriana da Conceição Rocha Ezequiel Vilela; o analista de geomarketing, Tiago Felipe Cardoso Bretas; o piloto Jair Barbosa e o co-piloto, Rodrigo Henrique Dias da Silva.

Familiares irão se despedir das vítimas em cerimônias de sepultamento ou cremação neste domingo (26), em Belo Horizonte.

Fonte:http://desastresaereosnews.blogspot.com.br/
Foto:brasildiario.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...