28/06/13

AVIAÇÃO & DEFESA - TAP GANHA CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE AVIÕES DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA


TAP GANHA CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE AVIÕES DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA



 A companhia aérea portuguesa, através da TAP Manutenção & Engenharia Brasil, assegurou um contrato no valor de R$ 14,58 milhões, válido por cinco anos, para fazer a manutenção das aeronaves F5.


 A TAP Manutenção & Engenharia Brasil, subsidiária brasileira da TAP, conquistou um contrato para realizar "serviços de engenharia aeronáutica de inspecção periódica a nível base" aos caças F5 da Força Aérea Brasileira (FAB). 

O contrato, com a duração de cinco anos, vale R$ 14,58 milhões (4,9 milhões de euros), segundo noticia hoje o "Diário Económico". 

 Segundo o site Defensa.com, a FAB tinha certificado a TAP em 2011 especificamente para o modelo F5 EM/FM. 

A subsidiária brasileira da TAP já realizou essas tarefas em aeronaves C-130 (para as quais possui "know-how" na área de motores e trem de pouso), Bandeirante, Brasília e ERJ-145 e Boeing 707, e diversas aeronaves da FAB. A unidade de manutenção que a TAP tem no Brasil, e que resulta da aquisição da brasileira VEM, vem sendo referenciada como um negócio que o Governo português pretende vender, podendo fazê-lo em separado relativamente à privatização da própria TAP, que é um compromisso assumido pelo Executivo do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.

 A brasileira Embraer já assumiu publicamente o seu interesse na compra da operação de manutenção da TAP. 

 Este mês o jornal "Público" havia noticiado que as conversações do Governo português com a Embraer pressupõem que a companhia brasileira aumente o seu investimento em Portugal, nomeadamente nas duas unidades industriais que instalou em Évora.

NOTA DO BLOG: Em matéria recente publicamos que a Embraer havia descartado seu interesse pela TAP M&E , informação esta assegurada pelo diretor-presidente da Embraer, Frederico Curado, contrariando declarações de Paulo Cesar de Souza e Silva veiculadas pela imprensa de Portugal. "Nós, meses atrás, talvez anos atrás, olhamos a TAP Manutenção e, pelo menos para nós, não houve um encaixe", disse Curado, classificando a informação como "obsoleta". SAIBA MAIS :

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...