29/05/13

DEFESA & TECNOLOGIAS - Primeiro voo do Northrop Grumman MQ-4C Triton


Primeiro voo do Northrop Grumman MQ-4C Triton 


 A mais mais nova plataforma aérea não tripulada de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR) da Marinha dos EUA, o Sistema Aéreo Não Tripulado (UAS) MQ-4C Triton, completou o seu primeiro voo a partir de Palmdale, na Califórnia, no dia 22 de maio, marcando o início de testes que irão validar o sistema construído pela Northrop Grumman para operações futuras da frota. 


Durante o vôo de 80 minutos num espaço aéreo restrito, a aeronave não tripulada MQ-4C Triton, controlada no solo pelo pessoal da Marinha e da Northrop Grumman, chegou a 20.000 pés de altitude. “Este vôo representa um marco significativo para a equipe Triton”, disse o contra-almirante Mat Winter, que lidera a Secretaria Executiva dos Programas de aviação não tripulada e armas de ataque com o Comando de Sistemas Aéreos da Marinha, em Patuxent River, Maryland. “O trabalho que eles têm feito e continuarão a fazer é fundamental para o futuro da aviação naval, particularmente às nossas comunidades de patrulha marítima e de reconhecimento.”


[vídeo:Publicado em 22/05/2013-por:Northrop Grumman/via:Youtube.com]

 O MQ-4C Triton oferece a frota uma mudança na forma de realizar a coleta marítima persistente de dados ISR e com capacidade de disseminação, disse Winter.Vai ser um componente chave da família de sistemas de Patrulha Marítima e de Reconhecimento da Marinha. Como um complemento ao tripulado P-8A Poseidon, o MQ-4C Triton será uma parte importante da estratégia de vigilância dos militares para as regiões da Ásia e do Pacífico.



 O Triton vai voar em missões de 24 horas a altitudes superiores a 10 milhas, permitindo que o sistema possa monitorar 2.000 milhas náuticas do oceano e áreas litorâneas de cada vez. 

[foto:rockaircraft.blogspot.com]

 O P-8A Poseidon é nova aeronave multi-missão marítima da Marinha que está sendo construída para substituir os aviões de guerra anti-submarina P-3C Orion. “Quando em funcionamento, o MQ-4C irá complementar a nossa frota de tripulados P-8, porque ele pode voar por longos períodos, transmitir suas informações em tempo real para as unidades no ar e no solo, bem como usar menos recursos do que as aeronaves de vigilância anteriores,” disse o contra-almirante Sean Buck, comandante do Grupo de Patrulha e Reconhecimento, que também testemunhou o vôo. “O Triton trará uma capacidade ISR sem precedentes para o combatente.” Os UAS MQ-4C Triton ficarão baseados em cinco locais ao redor do globo. 



Os operadores do Triton irão divulgar dados em tempo real para as unidades da frota no apoio as operações de guerra de superfície, de inteligência, ataque e de busca e salvamento “Nosso objetivo é amadurecer o UAS Triton antes de apoiar a missão marítima ISR da Marinha”, disse o capitão Jim Hoke, gerente de programa para o Escritório de UAS da Marinha (PMA-262), que supervisiona o programa do Triton. “Os dados que coletamos nos próximos anos serão essenciais para certificar o sistema para uso operacional.” 

 Os testes de voo continuarão na Califórnia pelos próximos vários meses antes que a equipe faça a transição da aeronave para Patuxent River no outono. 



[vídeo:Publicado em 22/05/2013-por:Northrop Grumman/via:Youtube.com]

 Fonte:CAVOK

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...