21/05/13

DEFESA - FX2/Rússia oferece ao Brasil aviões de caça Su-35


Rússia oferece ao Brasil aviões de caça Su-35


[foto:www.newaustralia.net]

 A Rosoboronexport (empresa estatal russa de exportação de armamento) ofereceu ao Brasil, fora do âmbito de concorrência internacional, caças Su-35 e sistemas de defesa antiaérea Pantsyr. 


A informação foi dada neste domingo, 19, à agência de notícias RIA Novosti, citando Serguei Ladygin, chefe da delegação da Rosoboronexport à exposição de armas em Lima, no Peru. “Apesar do fato de a Rússia ter se retirado da licitação, fizemos paralelamente uma oferta à parte brasileira, de participarmos, fora do contexto da concorrência, com os sistemas Pantsyr e os jatos Su-35.
[foto:army.lv]
 Nossa oferta está sendo examinada”, explicou Ladygin. Serguei Ladygin observou que a Rússia está disposta a transferir toda a tecnologia de produção do caça. “Estamos prontos para transferir 100% de tecnologia do jato Su-35, com os elementos de tecnologia de aeronaves de quinta geração.” 

 Em 2009, a Rússia saiu com seu avião Su-35 da lista da concorrência brasileira, em que permaneceram apenas a Suécia, com o Gripen, os Estados Unidos, com o F-16, e a França, com o Rafale. 


[vídeo:Enviado los 13/01/2012-por:HelloMottoTaiKamu93/via:Youtube.com]


NOTA do BLOG: Apesar de uma excelente opção a FAB , o Governo brasileiro já está comprometido com as recentes negociações bilaterais entre os EUA e Brasil (EMBRAER - USAF), mas em contrapartida a Russia tem o poder de vetar as negociações , A Rússia mantém o embargo às importações de carnes dos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul, apesar de as autoridades brasileiras terem anunciado a suspensão da medida , Além disso, foram assinados diversos  documentos bilaterais. Em particular, os ministros da Defesa da Rússia e do Brasil, Serguei Shoigu e Celso Amorim, assinaram um acordo intergovernamental de cooperação militar. 

Compra de sistema antiaéreo da Rússia

O Exército brasileiro negocia com o governo da Rússia a aquisição de um sistema de defesa antiaérea inédito no país. Se realizada, a compra mudará o Brasil de patamar em termos de capacidade de defesa, acrescentará temperatura ao processo de militarização da América Latina e poderá provocar reações em Washington.

[vídeo:Youtube.com]
Uma comitiva brasileira esteve em agosto na Rússia para avaliar o sistema, o Tor-M2E. Uma equipe de dez técnicos russos irá expor mais detalhes de sua proposta em uma reunião hoje no Quartel-General do Exército, em Brasília.
O Tor-M2E é a mais recente geração de um sistema de defesa com mísseis terra-ar desenvolvido na antiga União Soviética. É considerado o mais eficaz modelo em operação no mundo. Ele serve para abater aviões, helicópteros, armas de alta precisão e mísseis, usando radar. Sendo de curto alcance, visa proteger cidades e instalações estratégicas.
Hoje, a defesa antiaérea quase inexiste no Brasil, sendo restrita a menos de 200 canhões com projeto dos anos 50, 112 lançadores portáteis russos Igla e alguns franceses Mistral. Não há meios para abater mísseis e, se um avião supersônico penetrar perigosamente o espaço aéreo brasileiro, irá ser confrontado apenas por aviões como o Mirage-2000 ou o F-5. Este primeiro em breve será desativado pela FAB ,devido ao seu alto custo operacional e idade em serviço avançada,bem como grande dificuldade  em reposição de peças .



 Fonte: Diário da Rússia - via:CAVOK

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...