10/08/13

GUERRA NA SÍRIA - Suposto ataque nuclear a Cidade de Homs - Síria

Suposto ataque nuclear a Cidade de Homs - Síria

[foto:veteranstoday.com]



Tradução e Adaptação de texto :Mario  Queiroz
Por: Voar News


A luta contra o regime brutal de Assad tomou um rumo inesperado na quinta-feira (08) à tarde, quando um grande esconderijo de armas pertencentes à chamada força de proteção nacional na cidade de Homs, um braço do Shabeeha de Assad, foi destruída. 

[vídeo:enviado em :01/08/2013 por:kooooke11  - via:Youtube.com]

A explosão é o resultado do ataque contra a montanha Qasyoon ,  uma fortaleza para o exército sírio e  alvo dos ataques de mísseis de Israel. 

tais ataques foram relatados pela primeira durante a explosão de um  posto de abastecimento de mísseis, onde o ataque parecia ser uma proposta razoável, especialmente quando o alvo é um  depósito de munição . Mas as duas explosões em Homs seguidas de Qasyoon na mesma região -  Ambos  com uma enorme coluna de fogo logo acima do solo , informou Greg Thielmann, especialista em política de controle de armas  .

 Desnecessário dizer o quanto chocante é  o seu relato feito pelo Sr Greg a seguir: "O fato da questão é,  o que estamos vendo em ambos os casos ,é um ataque nuclear tático, provavelmente por mísseis de cruzeiro lançados de aviões perto das fronteiras da Síria ou para a Leste da costa do Mediterrâneo. " Mas com certeza disse Greg -   "isso não significa que seja um holocausto nuclear"? Não é assim, diz ele. "Armas nucleares táticas reduzem o limiar sobre o uso de uma bomba nuclear sendo , sua versão moderna, podem ser resumidas na produção de seus efeitos colaterai , desde a forma de alvejar instalações militares usando armas automatizadas, sem a escalada destruição em torno de infra-estruturas civis." Ele continua: "Tenha em mente uns sons de explosões nucleares como um dispositivo enorme, porém com um rendimento tão pequeno quanto as cargas convencionais,equivalente aos bombardeios  realizados por uma formação de cinco caças F-15. 

Os alvos na Síria são inacessíveis para estes jatos, devido ao apoio antiaéreo russo disponível nos campos de defesa nas montanhas. 

Então, esses ataques são uma opção  ao longo do Oeste da Síria para implementar a sua política. " O agressor provavelmente em ambos os casos é Israel -  afirma: "Israel é a única nação que pode implantar esses tipos de armas com , sem medo de um contra-ataque. 

Por sua vez a Síria não mostrou apetite para entrar em um confronto armado diante da implantação de tais ataques. " Tudo isso apresenta uma notável possibilidade de remover o tirano Assad usando todas as ferramentas disponíveis. "O Exército pode ser gradualmente destruído com este tipo de ataques, ou destruir tudo de uma só vez em um ataque nuclear devastador.

 Assad deve tentar um contra-ataque;  cidades podem ser destruídas por grandes bombas nucleares com facilidade, uma vez que os insurgentes têm feito o trabalho de deterioração da ordem de Assad em confrontos no solo ",acrescentou um estrategista militar anônimo .

 E sobre a costa? "O litoral apresenta um problema para a supressão das missões de defesa aérea da OTAN devido aos mísseis russos estacionados lá, mas grupos de muçulmanos estão se aglomerando em cidades do litoral, na esperança de destruir essas armas para permitir que Israel e a OTAN possam intervir". Isso não fazia sentido para mim desde que as cidades costeiras estão entre as mais favoráveis ​​a Assad. "Não é um problema, os insurgentes estão armados com armas químicas fabricadas em Georgia exatamente para este cenário. A Reação de Assad foi testado em Khan Assal uma semana atrás, quando uma brigada inteira foi morta com armas químicas e não houve resposta. Nós não vemos uma resposta mais provável para utilização desta ferramenta ".

 CONCLUSÃO É muito irônico que armas desumana, como armas nucleares e armas químicas podem ser usados ​​para promover os direitos humanos e a liberdade no mundo

. Mas o povo sírio, ou pelo menos os que permanecerão dele após esses ataques, merecem desfrutar das mesmas liberdades de que gozam hoje os iraquianos. Outro estrategista militar diz:"Não tenha tanta certeza", "Estamos brincando com fogo nuclear e do uso de todas essas armas de destruição em massa vai certamente atrair um contra-ataque com uma força enorme. Estamos agora em uma ladeira escorregadia, não há tal coisa como um ataque nuclear limitado, a retaliação



Fonte:veteranstoday.com/Tradução e adaptação Voar News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...