13/08/13

AEROPORTOS - Governo quer iniciar obras de 45 aeroportos regionais ainda em 2013


Governo quer iniciar obras de 45 aeroportos regionais ainda em 2013

[foto:12horasnotciassobreaviacao.blogspot.com]

 Por Juliana Elias | Valor SÃO PAULO 

 O governo federal quer iniciar a obra de 45 a 46 aeroportos regionais ainda neste ano, informou o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wellington Moreira Franco. 


O planejamento faz parte de um dos planos da secretaria de fortalecer a aviação regional no país. 

[foto:www.ogirassol.com.br]
 No ano passado, o governo federal lançou um plano de aviação regional que prevê investimentos de R$ 7,2 bilhões em cerca de 270 aeroportos. "Já temos o levantamento dos 270 aeroportos para o fortalecimento da aviação regional", informou o ministro.

 "Já contratamos o Banco do Brasil para ser o agente financeiro [desse programa] e a expectativa é que ainda antes do final deste ano já comecemos as obras em 45 a 46 desses locais", completou sem, no entanto, dar mais detalhes sobre as primeiras cidades que receberão as obras. "Além disso, à medida que os outros aeroportos tenham seus estudos preliminares e seus projetos concluídos, eles serão automaticamente introduzidos também no programa de execução prática", continuou. 

 Moreira Franco disse que o Brasil possui 721 aeroportos, dos quais 130 são usados para aviação comercial. Desses, apenas 30 estão nas capitais. "Então temos uma enorme capilaridade a ser utilizada", destacou. Segundo ele, o programa de revitalização e fortalecimentos dos aeroportos regionais será acompanhado por um programa de qualificação em operação coordenado pela SAC. 

Esse programa será destinado às gestões municipais que abrigam estes aeroportos. "Sabemos que um dos problemas que enfrentamos é que as prefeituras municipais não possuem experiência adequada para mantê-los funcionando, então temos muitos aeroportos já construídos que acabaram perdendo eficiência em função da operação fraca e deficitária", disse. Em razão disso, afirmou o ministro-chefe, haverá um curso de qualificação específica para a operação de aeroportos em nível municipal, para aqueles que no futuro estarão ligados à operação desses aeroportos regionais. 

 Moreira Franco acrescentou ainda que deve se encontrar na próxima semana com representantes das principais companhias aéreas do país para discutir as dificuldades financeiras do setor, principalmente por conta da desvalorização do câmbio e do aumento de custos. "Estamos fazendo um programa de mudanças significativas na infraestrutura aeroportuária e queremos ouvir também da iniciativa privada quais são as necessidades", disse. 

 Questionado sobre a possibilidade de as melhorias nos aeroportos de Confins (MG) e Galeão (RJ) não ficarem prontas a tempo da Copa do Mundo de 2014, em junho do ano que vem, Moreira Franco garantiu que o evento não será um problema para os aeroportos. 

As licitações dos terminais mineiro e carioca estão marcadas para ocorrer no fim de outubro. "O problema não é a Copa do Mundo. O problema é o dia a dia", disse. "Tivemos a Copa das Confederações e a vinda do Papa, que mostraram que os aeroportos dão conta da movimentação e o mesmo vai acontecer na Copa. O que queremos é garantir segurança e melhorar os serviços prestados ao usuário."


Fonte:Valor Econômico -  Por Juliana Elias | Valor SÃO PAULO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...