13/08/13

ACIDENTE AÉREO - Acidente com avião da Esquadrilha da Fumaça deixa dois pilotos mortos


Acidente com avião da Esquadrilha da Fumaça deixa dois pilotos mortos

[foto:desastresaereosnews]

 Os dois morreram durante treinamento com o novo avião da Esquadrilha da Fumaça, na academia da Força Aérea em Pirassununga (SP). 

 Dois pilotos morreram durante um treinamento com o novo avião da Esquadrilha da Fumaça, o Embraer EMB-314B (A-29B) Super Tucano, na academia da Força Aérea em Pirassununga, interior de São Paulo. O acidente foi por volta das 9h e 10h do dia 12. 

[foto:desastresaereosnews]



























Ninguém pôde se aproximar dos destroços do avião.


Os oficiais entraram em contato com as famílias e acionaram os técnicos e peritos responsáveis pela investigação. 

 O comandante da esquadrilha da fumaça diz que havia duas aeronaves no ar na hora do acidente. 

Ele observava as manobras quando um dos aviões, ao invés de subir, se chocou contra o chão. “Eles ejetaram numa baixa altura, numa condição que a aeronave não estava em condições propícias para ejeção. Seja pela razão de afundamento, o avião estava recuperando de uma manobra, e seja pela inclinação”, explicou tenente coronel Marcelo Gobett Cardoso, comandante da Esquadrilha da Fumaça. 




 Na aeronave estavam o capitão aviador João Igor Silva Pivôvar e o capitão aviador Fabrício Carvalho, os dois de 31 anos. Eles morreram na hora. 

 Corpo de piloto da FAB morto em acidente aéreo está sendo velado nesta Terça Feira 

João Igor Silva Pivovar era natural de Jaguariaíva, no Paraná.

 [foto captura Globo Minas]
O corpo do capitão aviador João Igor Silva Pivovar (foto) deve chegar a Jaguariaíva, nos Campos Gerais do Paraná, na madrugada de terça-feira (13). 

O piloto é uma das vítimas fatais do acidente com a aeronave da Academia da Força Aérea (AFA) na manhã desta segunda-feira (12), próximo a Pirassununga (SP).

 Pivovar estava a bordo de um avião da Esquadrilha da Fumaça, onde atuava como piloto desde 2012. 

O capitão, de 31 anos, era natural de Jaguariaíva e ingressou na Força Aérea Brasileira em 1998. Nos últimos meses, ele viajou para se apresentar em vários estados do país.

 O corpo do aviador foi levado para o Ginásio Tubunão, e a previsão é de que ele seja sepultado às 09h:30min desta terça-feira (13) no Cemitério Municipal de Jaguariaíva.

 Em nota, o Comando da Aeronáutica lamentou o acidente e informou que as investigações para apurar o que aconteceu já começaram. 

A prefeitura de Jaguariaíva decretou luto oficial de três dias na cidade.
 A família preferiu não se pronunciar. 


[foto:diariocatarinense.clicrbs.com.br]

 O último acidente com a Esquadrilha da Fumaça foi em abril de 2010 quando um avião caiu durante uma exibição em Lages (SC). Na ocasião, o piloto de 33 anos também morreu. Durante uma manobra, feita em comemoração aos 68 anos do Aeroclube de Lages, a aeronave T-27 bateu no solo. 

O avião caiu na beira da pista do Aeroporto Federal da cidade, bem perto das pessoas e de residências. 


[vídeo:Enviado em 23/04/2010 - por:w1tvNews/via:Youtube.com]

 Histórico

 Em maio a esquadrilha completou 61 anos. 

A história começou no Rio de Janeiro. Instrutores de voo da escola de aeronáutica decidiram treinar acrobacias em grupo nas horas de folga. 

A primeira exibição para o público foi em 14 de maio de 1952. Três anos mais tarde, a Esquadrilha ganhou os próprios aviões. O modelo escolhido foi o norte-americano T6. 

A esquadrilha foi reconhecida como unidade da FAB em 1963. Treze anos depois foi desativada e só voltou em 1983. Em seguida recebeu o Tucano T-27, fabricado no país, e em 2002, a troca de cores deixou os tucanos ainda mais brasileiros.



Fonte:G1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...