04/08/13

AÉREAS - TAM tem 164 funcionários por avião enquanto Ryanair, somente 29


TAM tem 164 funcionários por avião enquanto Ryanair, só 29



[foto:aquiemcima.blogspot.com]


 É a quarta empresa com maior número ficando atrás somente da Singapore Airlines (225), Lufthansa (189) e Air France (176). 

 Um relatório realizado pela Brasil Plural indica que a TAM é umas companhias com maior número de funcionários por aeronave. Segundo os dados, a empresa tem 164 empregados por avião. É a quarta empresa com maior número ficando atrás somente da Singapore Airlines (225), Lufthansa (189) e Air France (176). 

 A GOL é a sétima com maior número de profissionais por avião, 120. Entre as empresa com menos funcionários por avião estão a Ryanair, com 29, a Vueling Airlines (33) e a Easyjet (40). 

Veja tabela abaixo: Gráfico Demissões




 Na última terça-feira (30), a TAM informou que fará uma reestruturação no quadro de tripulantes e que demitiria cerca de mil funcionários da tripulação (pilotos, copilotos e comissários). 

 Em nota, a empresa explicou que objetivo do ajuste é garantir a sustentabilidade do negócio, “que convive com alta significativa dos custos (dólar e combustível), o que a levou a reduzir a oferta, no acumulado de 2011 até agora, em 12% no mercado doméstico.” Após reunião com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a TAM reduziu o número de postos de trabalho que será cortado, passando de mil para 811.

 E complementou dizendo que além de de cumprir integralmente a Convenção Coletiva, irá oferecer um Programa de Licença Não-Remunerada (LNR) e um Programa de Demissão Voluntária (PDV). A LNR estará aberta para tripulantes de todos os equipamentos e terá validade de 18 meses, prorrogáveis por 12 meses. 

Nos 6 primeiros meses, o funcionário licenciado e seus familiares diretos contarão com plano de saúde e, durante o período da licença, com benefícios de bilhetes aéreos iguais aos dos funcionários ativos da empresa. Já o PDV será oferecido para tripulantes de aeronaves da família Airbus 320 (A319/A320/A321). Incluirá uma indenização adicional para os que aderirem ao programa, além de seis meses de plano de saúde e três passagens aéreas para o funcionário e seus familiares diretos. 

 Fonte: Karla Santana Mamona (Infomoney) - via:desastresaereosnews.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...