10/02/13

TECNOLOGIA - projeto prevê viagens entre continentes em apenas 90 Minutos a uma velocidade de Mach 24[project provides travel between continents in just 90 minutes at a speed of Mach 24]


Mach 24: SpaceLiner deve ficar pronto em 2050


 Supersônico SpaceLiner, que ficará pronto em 2050, poderá fazer uma viagem entre Londres e Sydney em apenas 90 minutos. 


[vídeo:Enviado em 04/03/2010-por:AvFspace1/via:Youtube.com]

Isto porque conseguirá alcançar uma velocidade 24 vezes superior à do som. Será lançado com ajuda de oxigênio líquido e propulsionado a hidrogênio. 




Os  engenheiros garantem que o supersônico SpaceLiner será capaz de atingir 24 vezes a velocidade do som. Embora até conclusão do aparelho supersônico os responsáveis pelo projeto ainda tenham um longo caminho a percorrer.




 Martin Sippel coordenador do SpaceLiner no Centro Aeroespacial Alemão, acredita que o projeto pode atrair investimento privado dentro de uma década. O projeto atual inclui uma base de lançamento para o foguete e um avião orbital separado com capacidade para transportar até 50 passageiros à volta do mundo sem nunca se elevar para o espaço. 

 Uma viagem entre a Europa e os Estados Unidos teria uma duração de pouco mais de 60 minutos, proporcionando aos passageiros dispostos a pagar preços de viagens espaciais  [centenas de milhares de dólares por bilhete] ultra rapidez.  Se "decolar, literalmente, não há razão para que uma esquadra de SpaceLiners não possa fazer até 15 voos por dia", acredita Sippel. 

O SpaceLiner demoraria oito minutos para subir a uma altitude de 50 milhas, onde atingiria a atmosfera superior da Terra antes de deslizar de volta à Terra a uma velocidade supersônica.

NOTA: Oque não explicou foi , como os tais passageiros suportariam a tal pressão de "força g" pois somente os mais experientes pilotos de aviação de caça são capazes de suportar uma força gravitacional (força g) de até 10g que equivale a uma velocidade sobre o corpo de 100m/seg². 

[foto:www.classic-machines.com]

ENTENDENDO A " Força g" :"g" é uma unidade de aceleração não-SI definida como exatamente 9,806 65 m/s², o que é aproximadamente igual à aceleração devida à gravidade na superfície da Terra.

Força-g sobre o corpo humano A força-g está totalmente ligada a vibração e a ressonância dos tecidos dos organismos. Quando se alcança uma alta força-g, a vibração e a ressonância chegam a tal grau que certos órgãos podem chegar ao ponto extremo de “explodirem”, levando a morte imediata da pessoa. Existe um coeficiente chamado de tolerância-g, que é um coeficiente que calcula a força-g tolerável para o ser humano. Dependendo do grau de inclinação do móvel, é possível treinar. Quanto mais perto vai chegando do limite da tolerância-g, as chances da pessoa apresentar problemas cardiovasculares aumentam drasticamente.

A tolerância humana depende da magnitude da força-g, dependendo da duração, da intensidade e do local onde é aplicada essa força. O corpo humano é flexível e deformável, como ocorre quando uma pessoa recebe um tapa no rosto.



[foto:www.jet-fighter-rides.com]

Um aeronave pode obter dois tipos de força-g: a força-g vertical e força-g horizontal. 

A força-g vertical acontece quando a aeronave sobe totalmente em posição ereta, tanto subindo quanto descendo. Isto causa uma variação significativa na pressão sanguínea ao longo do corpo, o qual só tolera um certo limite. Caso esse limite seja ultrapassado, irá acontecer a perda de consciência. Uma pessoa normal aguenta cerca de uma aceleração de 5 g (ou 50  m/s²), ocorrendo o enrijecimento dos músculos devido a força que o sangue exerce na volta do cérebro. Os atuais pilotos, principalmente os de caças supersônicos, são capazes de aguentar uma aceleração de 9 g (90 m/s²) por um período de tempo maior da de uma pessoa normal.
Existe um outro tipo de influencia da força-g, chamada de força negativa, isto ocorre quando há uma queda brusca da pressão sanguínea enviada ao cérebro.
 O limite permissível é entre -2 g a -3 g (-20 m/s² a -30 m/s²). 
Quando se chega a esse nível, os capilares dos olhos incham ou explodem deixando a visão toda vermelha. Um humano pode sobreviver a uma aceleração de 20 a40g por um pequeníssimo espaço de tempo. 
Uma aceleração de 15 g por mais de 1 minuto pode acarretar a morte do piloto. Qualquer exposição a 100 g ou mais, poderá ser mortal.
O corpo humano é consideravelmente mais apto a sobreviver a forças-g perpendiculares do que em posições eretas. 
Em geral, quando a aceleração puxa o corpo para trás, uma alta tolerância é perceptível, por outro lado, quando a aceleração puxa o corpo para frente, o vasos sanguíneos e a retina apresentam maior sensibilidade. 
Experimentos recentes indicaram que humanos não treinados conseguiam tolerar uma aceleração de 17 g é impulsionada para trás, comparada aos 12 g quando impulsionada para frente por alguns minutos sem perder a consciência ou apresentar um alto aquecimento interno.
Ou seja um passageiro "normal" nunca iria aguentar tamanha força de"24 g".

Fonte:Hangar do Vinna;wikipedia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...