15/02/13

EMPRESAS AÉREAS - HOP! Air France em versão low-cost


Air France reúne três regionais e cria aérea 

[foto:www.dinheirovivo.pt]


O maior grupo aéreo europeu, a Air France-KLM, apresentou ontem a nova companhia aérea low-cost HOP!, que resulta da fusão das filiais regionais Britair e Regional com a companhia aérea Airlinair. Lisboa ainda não está nas rotas de estreia da nova companhia, de acordo com a informação avançada pelo grupo (veja aqui o mapa das rotas) e, dentro do plano de negócios “Transform 2015”, no dia 31 de março, terá início as operações a Hop!, linha aérea definida como de “preços justos”. 

[foto:www.relax.com.sg]

 A princípio operará 530 voos diários para 136 destinos da França e o resto da Europa com tarifas desde 55 euros por trecho, com taxas inclusas. 

A ideia é operar serviços ponto a ponto desde Paris-Orly e também alimentar os voos de longa distância da Air France desde o hub Paris-Charles de Gaulle. “Nosso ponto forte será oferecer voos frequentes e diretos com tarifas atraentes, contribuindo ao desenvolvimento econômico e turístico de toda a rede de destinos”, diz o presidente e diretor geral da Hop!, Lionel Guérin.

A criação de uma nova companhia aérea é mais uma tentativa do grupo para contornar a tendência de perdas e prejuízos da empresa, reduzindo custos e cativando novos clientes nas operações de curto e médio cursos. 



[foto:www.businesstraveller.com]

A nova estrutura deverá entrar em funcionamento já no próximo mês de abril e faz parte do programa Transform 2015 (que inclui o despedimento de 5 mil trabalhadores para combater as quebras no segmento de classe executiva nos voos de curto e médio curso, que perderam 700 milhões de euros em 2011). "Apesar da crise, a mobilidade dos europeus está em pleno "Boom" e o avião é um dos principais beneficiados. 

[foto:www.traveldailynews.com]

Os europeus não hesitam em apanhar um avião para visitarem a família e os seus amigos mais próximos, para ir de férias ou para trabalhar... É por isso que uma oferta de mobilidade nunca será de mais e suficientemente acessível.", explica Lionel Guérin, diretor da nova companhia, em comunicado.



A garantia de sucesso não está relacionada com o nome onomatopaico (que, de resto, segue a tendência estabelecida que já levou à criação de marcas como a Buzz, a Go, a Jazz, a Scott, a Wizz, a Zip e a Zoom). A busca de um nome que transmita frescura e juventude não valeu à British - que criou a Go, depois vendida à 3i) nem à KLM ( fundadora da Buzz, adquirida entretanto pela Ryanair).



Fonte:Panrotas;http://www.dinheirovivo.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...