09/03/13

DEFESA E TECNOLOGIA - África do Sul ajudará Brasil no planejamento das ações de defesa para a Copa


África do Sul ajudará Brasil no planejamento das ações de defesa para a Copa do Mundo 

[foto-Felipe Barra -via:DefesaNet]

Um relatório contendo detalhes sobre a segurança das estruturas estratégicas da Copa do Mundo 2010 foi entregue ao governo brasileiro pelo Ministério da Defesa da África do Sul.

 As informações serão utilizadas no preparo do planejamento da Copa Fifa 2014 que acontecerá no Brasil. A disposição do governo sul-africano em cooperar com o Brasil foi externada, hoje (7), pelo vice-ministro de Defesa, Thabang Makwetla, ao ministro Celso Amorim, no encerramento da 1ª Reunião do Comitê Conjunto Brasil-África do Sul. “Ao oferecermos ajuda ao Brasil manifestamos o desejo que possa realizar a Copa 2014 com muito sucesso, e que a seleção de vocês vença para que a Copa fique com o país do sul”, disse Makwetla. “É bom lembrar também que a seleção da África do Sul estará aqui e terá um desempenho melhor do que foi em 2010. Quem sabe possamos ter Brasil e África do Sul na final”, afirmou Makwetle, provocando risos entre os participantes de cerimônia.

 Após a reunião, o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), general José Carlos De Nardi, disse que já dispõe de informações sobre como as autoridades da África do Sul planejaram o setor de defesa para a competição esportiva ocorrida há três anos. “Recebemos um relatório muito bom do governo sul-africano”, contou o militar. 

 Cooperação Brasil-África do Sul 

 A reunião de encerramento foi marcada pela assinatura de documentos nos quais Brasil e África do Sul se comprometem a ampliar a cooperação entre as Forças Armadas respectivas. O vice-ministro ressaltou em seu discurso o bom relacionamento entre as duas nações e a necessidade de melhoria dos sistemas de defesa daquele país. “Essa primeira reunião do comitê é muito importante. O processo com o Brasil vem se intensificando desde 1994, e devemos ampliar ainda mais”, destacou Makwetla. 

 O vice-ministro contou ainda que essa integração também se dá com a participação dos países em dois blocos multilaterais: IBAS (Índia, Brasil e África do Sul) e BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Makwetla informou da expectativa do governo sul-africano para a reunião do BRICS no final de março. 

A cúpula deve ocorrer em Durban, na África do Sul. Na ocasião, o sul-africano destacou também a cooperação das Forças Armadas dos dois países no sentido de permitir o tráfego seguro de navios no oceano Atlântico. “Tenho certeza que essa reunião permitirá o fortalecimento de nossas instituições do setor de defesa”, afirmou o ministro que, mais adiante, contou que o governo irá participar da LAAD 2013, feira internacional de defesa e segurança que acontecerá no próximo mês no Riocentro, Rio de Janeiro.

 Da parte do Brasil, o ministro Amorim afirmou que estava satisfeito com os resultados da conferência dentro do ambiente de cooperação Sul-Sul.

 O ministro contou que tem enorme carinho para com a África do Sul, e que essa admiração vem desde a época em que era ministro das Relações Exteriores no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Amorim espera que os dois países possam realizar exercícios semelhantes com as Forças Terrestre e Aérea, seguindo as mesmas diretrizes das realizadas com a Marinha. “Essa reunião se seguirá por outras, em benefício da paz no Atlântico Sul e no mundo. É uma reunião histórica do nosso comitê conjunto de defesa”, afirmou Amorim. 


 Fonte e Foto: Felipe Barra -via:DefesaNet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...