22/07/12

USNAVY- X-47B se prepara para o primeiro pouso num porta-aviões em 2013


USNAVY- X-47B se prepara para o primeiro pouso num porta-aviões em 2013 


A Marinha dos EUA está prevendo que dentro de um ano vai realizar o primeiro pouso de uma aeronave não tripulada a bordo de um porta-aviões, depois da conclusão da mais recente rodada de testes simulados a bordo do USS Harry S. Truman (CVN 75). 





 No início de julho, os membros da equipe do Demonstrador do "Sistema Aéreo Não Tripulado de Combate" (UCAS-D) está envolvida nos intensivos testes de software de integração no porta-aviões USS Harry S. Truman para validar o conceito das operações autônomas do UAV ao redor de um porta-aviões e se preparar para a chegada da aeronave não tripulada X-47B no convés de voo do porta-aviões em 2013. “Demonstrar o nosso conceito de operações e certificar-se que todos procedimentos no porta-aviões estão funcionando como anunciado é um grande marco para o programa”, disse o capitão Jaime Engdahl, gerente do programa UCAS na Marinha dos EUA. “A tripulação, equipamentos e equipe do programa realizaram todos objetivos excepcionalmente bem durante todos os eventos de teste planejados e o USS Harry S Truman está pronto para a próxima fase de testes do X-47B.” 





 No ano passado, a equipe realizou testes a bordo do USS Dwight D. Eisenhower (CVN 69) com um F/A-18 tripulado para avaliar os sistemas de controle, sistemas de aviônicos e as versões anteriores do software do veículo não tripulado.

 A equipe agora está de volta ao mar a bordo do Truman com a aeronave F/A-18, testando o desempenho de pouso de precisão com o mais recente software e configuração de hardware do X-47B. “O objetivo do esforço de integração do UCAS-D no porta-aviões é para amadurecer a precisão do pouso no convés de voo para as tecnologias de sistemas não tripulados e digitalizar o fluxo de informações de comunicações e navegação”, disse Engdahl. “Como o X-47B é um sistema não tripulado, a aeronave opera através de mensagens digitais a partir do operador de missão e dos controladores de bordo, ao invés de instruções verbais. 

O porta-aviões exige uma modificação das operações de voo não tripulados, e o esforço de integração executa estes de uma maneira que afeta minimamente o existente hardware, treinamento e procedimentos.” Durante os testes no mar, a equipe UCAS da Marinha dos EUA reuniu um valioso feedback da frota de controladores de tráfego aéreo e do departamento de pessoal da aviação sobre a usabilidade do novo software e as lições aprendidas sobre a forma mais eficiente de operar os UAVs no ambiente do porta-aviões.


 “O novo software usado durante esses testes é mais abrangente do que as versões anteriores”, disse o comandante Jeff Dodge, vice-líder da Marinha dos EUA na equipe de integração do UCAS no porta-aviões. “Houve mudanças significativas na interface de usuário e dos sistemas de navegação. Os dados compilados durante os voos de avaliação nos permitiram determinar a eficácia do novo software e como ele suporta o ambiente de apoio.” 

 Durante todo o restante ano de 2012, o programa UCAS da Marinha dos EUA conduzirá os testes de desempenho do sistema e adequação no porta-aviões, bem como das aeronaves X-47B em Patuxent River. 

Estes testes incluem pousos catrapos, lançamentos de catapulta, e as operações na cabine de pilotagem nas instalações em terra, e estabelecer a capacidade da aeronave para efetuar aproximações de precisão no porta-aviões.



Fonte:CavokVídeo:Extreme Weapons-via:Youtube.com/Fotos:armchairgeneral.com;aerotechnews.com;andersonjcarvalho.wordpress.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar e enviar seu comentário

Voar News Agradece pela sua participação

Loading...