27/05/11

Atualizado 21:53-Especialista fala sobre a divulgação do relatório preliminar do acidente com o voo 447

Especialista fala sobre a divulgação do relatório preliminar do acidente com o voo 447

http://www.sintrascoopa.com.br/wp-content/uploads/2009/03/air-france-voo-447.jpg

O especialista em segurança de voo, Marcus Silva Reis diz que não é normal o piloto perder o controle do avião e que os pilotos são super qualificados e recebem treinamentos.




Fonte:Globo News

Associação de familiares das vítimas fala sobre relatório da BEA

Air France: Associação de familiares das vítimas fala sobre relatório da BEA

http://www.sintrascoopa.com.br/wp-content/uploads/2009/03/air-france-voo-447.jpg



Fonte:Globo News

Air France diz que sondas de velocidade falharam em voo 447

Air France diz que sondas de velocidade falharam em voo 447

http://www.sintrascoopa.com.br/wp-content/uploads/2009/03/air-france-voo-447.jpg


Avião da Air France caiu após 4 minutos de tentativas frustradas

Os pilotos do voo 447 da Air France tiveram dificuldades com os controles da aeronave por mais de quatro minutos antes de o avião cair no oceano Atlântico, matando as 228 pessoas a bordo, disseram investigadores franceses nesta sexta-feira.


O acidente em 31 de maio de 2009 começou com um pequeno alerta duas horas e meia após o início da viagem Rio de Janeiro-Paris, e pouco depois de o capitão deixar brevemente a cabine no começo de um período de descanso.

O Airbus A330 subiu para cerca de 11.600 metros de altitude, e começou uma descida de três minutos e meio, girando de esquerda para direita.

O mais jovem dos três pilotos entregou o controle ao segundo piloto mais experiente um minuto antes do acidente.

A cronologia foi divulgada em um comunicado da autoridade francesa que investiga os acidentes aéreos (BEA), que afirmou ser muito cedo para determinar a causa do acidente antes de um relatório mais completo em meados do ano.

Fonte:Reuters-(Reportagem de Tim Hepher)/vídeo:Globo News

25/05/11

Agência BBC afirma que foram retirados mais 29 corpos do voo 447

Agência BBC afirma que foram retirados mais 29 corpos do voo 447


http://www.sintrascoopa.com.br/wp-content/uploads/2009/03/air-france-voo-447.jpg


Resultados eram cruciais para determinar se haverá novos resgates

As autoridades francesas informaram às famílias das vítimas do voo AF 447 da Air France, que caiu no Atlântico em 2009, que 29 corpos foram resgatados desde o reinício das operações, em 21 de maio.


A informação foi confirmada pelo diplomata francês Philippe Vinogradoff, representante especial do governo junto aos familiares das vítimas do acidente, que matou 228 pessoas.

No início de maio, dois outros corpos já haviam sido retirados do fundo do mar, totalizando 31 desde o início das operações.

O navio francês Île de Sein, que havia retornado ao Senegal para realizar a troca da tripulação e das equipes técnicas, voltou no último dia 21 à área onde foi localizada a fuselagem do avião, a cerca de 1,1 mil quilômetros da costa brasileira.

O resgate dos corpos foi reiniciado no mesmo dia da chegada do navio, segundo informa a nota do governo aos familiares.

Como os resultados dos testes para tentar extrair o DNA dos ossos dessas duas vítimas foram positivos, o que irá permitir suas identificações, as autoridades francesas decidiram continuar o resgate dos corpos.

As duas vítimas ainda não foram identificadas porque os legistas não dispõem do material genético dos parentes de todas as vítimas para realizar a comparação entre os corpos, segundo afirmou um porta-voz da polícia militar francesa.

O trabalho de identificação será efetuado pelos especialistas do Instituto de Pesquisas Criminais da Polícia Militar francesa.

Caixa preta de vôo da Air France (AFP)

'Todo o possível'

A carta enviada aos familiares diz ainda que os peritos estão fazendo "todo o possível" para resgatar os corpos, com base na orientação da Justiça francesa de que os restos mortais muito degradados não poderão ser retirados do fundo do mar.

Como todas as peças do avião necessárias às investigações já foram retiradas, a operação se concentrará agora exclusivamente no resgate dos corpos, diz o documento enviado às famílias.

Segundo a Polícia Militar, os resgates serão realizados até 1° de junho. As autoridades francesas haviam declarado há cerca de duas semanas que há cerca de 50 corpos no fundo do mar.

Análises iniciais

Na próxima sexta-feira, o Escritório de Investigações e Análises (BEA, sigla em francês), que apura as causas do acidente, vai informar, após análises iniciais dos dados das duas caixas-pretas do avião, as circunstâncias do voo no momento da catástrofe.

Na ocasião, o BEA vai apenas descrever a sequência de eventos que resultaram no acidente, e não as causas da catástrofe, já que o trabalho de análise dos dados das caixas-pretas (uma das quais contém 1,3 mil parâmetros técnicos do voo), assim como das peças resgatadas, levará meses.

Um relatório preliminar sobre as causas do acidente será divulgado a partir do fim do mês de junho, segundo o governo.

Nos últimos dias, surgiram boatos não confirmados sobre supostos erros de pilotagem, baseados na transcrição da caixa-preta que grava as conversas dos pilotos, e que teriam provocado o acidente.


Fonte:BBC Brasil-por :Daniela Fernandes com informações de Paris/video G1-via

10 MINUTES

Code Share Delta/Gol dobrará número de cidades

Acordo Delta/Gol dobrará número de cidades

A parceria entre a Delta Air Lines e a Gol Linhas Aéreas, que este ano começaram um code-share para 15 cidades brasileiras, está sendo ampliada. Além da parceria de cinco anos que a Gol fechou com a Delta TechOps, para manutenção de aeronaves, o code-share deverá ser ampliado para 30 cidades brasileiras este ano.

A informação foi confirmada pelo vice-presidente de Alianças da empresa americana, Charlie Pappas, que recebeu a reportagem do Portal PANROTAS na sede da DL, em Atlanta.

Segundo ele, ainda não há uma data para que a Gol passe a colocar seu código em voos Delta nos EUA, como acontece com a Delta nos voos brasileiros da Gol.

Há pendências tecnológicas e governamentais a serem resolvidas. Mas as duas empresas vêm conversando sobre outras possibilidade de ampliarem a parceria.

Uma delas, que por ora não passa de uma das hipóteses, seria a operação conjunta de um voo entre São Paulo e Miami (ainda não se sabe se as restrições em Guarulhos forçaria o voo a sair de Campinas ou mesmo do Rio). Novamente, são negociações e estudos que podem se confirmar ou mudar completamente.

Já o acordo de manutenção entre a Delta e a Gol, que é de cinco anos, prevê que pelo menos metade dos motores CFM56-7 da Gol e serviços em outras partes e componentes da frota de 737NG da empresa brasileira terão manutenção feita pela Delta TechOps, em Atlanta.

A TechOps também prestará consultoria à Gol no planejamento da manutenção de suas aeronaves. Em contrapartida, a Gol atenderá a Delta em alguns serviços de manutenção em solo brasileiro.


Fonte:Panrotas-por:Artur Luiz Andrade

Azul anuncia novos voos entre Belo Horizonte e São Luís

Azul anuncia novos voos entre Belo Horizonte e São Luís

http://viagemdenegocios.net/wp-content/uploads/2009/10/Azul-E-190.jpg

A partir do dia 1º de julho, a Azul inicia a segunda operação entre o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, e o Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, em São Luís. As operações serão realizadas com jatos Embraer 190 e 195.

O voo AD-4183 sairá de São Luís às 03h03 e chegará em Minas Gerais às 05h55. No sentido contrário, o voo AD-4182 decola de Minas Gerais às 23h38 e pousa na capital maranhense às 02h30.

As passagens aéreas já estão disponíveis para compra e tarifas a partir de R$ 229 o trecho.

Fonte:Panrotas-por:Danilo Teixeira Alves/foto:viagemdenegocios.net

Vulcão para de expelir cinzas na Islândia, mas ainda afeta Alemanha

Vulcão para de expelir cinzas na Islândia, mas ainda afeta Alemanha




Aeroportos de Bremen, Hamburgo foram fechados, e Berlim deve reabrir.
Na véspera, nuvem de cinzas provocou o cancelamento de 500 voos.

O vulcão islandês Grimsvotn, que provocou centenas de cancelamentos de voos no norte da Europa, parou de expelir cinzas, e a erupção iniciada no fim de semana parece ter cessado, disseram autoridades locais nesta quarta-feira (25).


Apesar disso, ainda há transtornos na região.

Os aeroportos alemães de Bremen e Hamburgo, que ficaram fechados por precaução durante a manhã, voltaram a operar às 12h locais (7h de Brasília).

Os dois terminais de Berlim foram fechados às 11h (6h) e seriam reabertos às 14h (9h de Brasília).

Passageiro observa painel em aeroporto de Hamburgo, no norte da Alemanha, nesta quarta-feira (25) (Foto: AP)
Passageiro observa painel em aeroporto de Hamburgo, no norte da Alemanha, nesta quarta-feira (25) (Foto: AP)

Local da erupção na Islândia (Foto: Arte G1)


Ao todo, 700 voos de um total de 8.000 devem ser cancelados nesta quarta-feira na Alemanha, segundo a organização europeia de segurança aérea Eurocontrol.

Na véspera, a erupção causou o cancelamento de 500 voos dos 29 mil programados no continente.

A nuvem de material vulcânico é potencialmente perigosa para os aviões.

A Escócia foi o país mais afetado.

O ministro de Transportes, Peter Ramsauer, previu que a situação nos aeroportos alemãos vai se normalizar logo.

"A nuvem está se movendo para o nordeste, e os aeroportos voltarão a operar mais cedo do que o esperado", disse.

Ele afirmou que o país está mais preparado para lidar com uma situação do tipo, ao contrário do que ocorreu no ano passado.


Fonte:G1.com/

10 MINUTES

Quarta-feira (25) será de temporal e ventos fortes no Sul do país

Quarta-feira (25) será de temporal e ventos fortes no Sul do país

http://www.inmet.gov.br/projetos/sepis/GOES12/AMERICA_SUL/AS12_IV201105251145.jpg

Há risco de temporais entre a fronteira com o Uruguai e o litoral sul gaúcho. Também pode chover forte do noroeste do Ceará até Roraima. O dia fica chuvoso na faixa litorânea de Sergipe ao Rio Grande do Norte. Em grande parte do Brasil, faz sol.



Fonte:inmet;G1.com/foto satélite:Inmet

24/05/11

Marinha do Brasil tem planos para aquisição de Super Navios de Ataque Anfibio

Marinha quer supernavio de ataque anfíbio

http://www.spyworld-actu.com/IMG/jpg_tonnerre_1.jpg

Modelo é destinado a intervenção maciça e rápida com soldados, helicópteros e tanques


A Marinha do Brasil vai ter ao menos dois Navios de Múltiplos Propósitos, um conceito novo de navio autossuficiente.

Cada um desses gigantes, grandes como dois campos de futebol e feitos para projetar poder naval, leva uma força completa de intervenção: soldados, tanques, helicópteros, lanchas, mísseis e hospital, mais um sofisticado centro de inteligência.

Cada unidade, de alta tecnologia, custa hoje entre US$ 600 milhões e US$ 750 milhões, no mercado internacional. É um programa ambicioso, contemplado no Plano de Articulação e Equipamento da Marinha (Paemb), ainda sem prazo definido.

Em nota, o comandante da Força, almirante Júlio Moura Neto, disse que “o processo de aquisição depende da disponibilidade de recursos orçamentários, não tendo sido ainda selecionado um projeto específico”.

http://www.marinelog.com/IMAGESMMIX/akerfrance520.jpg

Os dois fornecedores mais importantes são os Estados Unidos, que mantêm uma frota variada de oito navios, e a França, que desenvolveu uma versão avançada, a classe Mistral.



O governo da Rússia quer comprar quatro exemplares.

Embora apresentado como um lançador de ataques anfíbios, o conceito de múltiplo emprego aumenta a eficiência das operações de mobilização e deslocamento rápidos.

Os meios devem permitir o lançamento acelerado de 900 a 1.400 combatentes, 280 veículos e 30 helicópteros, em cenários distantes até 5 mil quilômetros.

O contingente e seus recursos precisam ter capacidade de atuar sem novo apoio por dez dias, em posições avançadas, a 100 quilômetros do local de desembarque.

A principal alteração em relação ao esquema tradicional das ações anfíbias é a integração em um único centro embarcado.

http://www.defesabr.com/MB/LHD_Mistral_1.png

Em missão, o supernavio exige cobertura aérea permanente por meio de aviões de caça, sob coordenação de uma aeronave de vigilância e alerta antecipado. No mar, uma flotilha de escolta cuida da proteção .

O Navio de Múltiplos Propósitos é virtualmente autônomo. Além dos helicópteros, de dúzias de tanques, blindados sobre rodas, lanchas de desembarque de tropas e centenas de soldados, abriga um hospital com capacidade para executar cirurgias de grande complexidade.

Na ponte principal, alta como um prédio de 15 andares, funciona uma sofisticada sala de situação com enlace eletrônico por satélite, de onde são tomadas as decisões de comando e processadas as informações de inteligência.

Frota de superfície

A prioridade de médio prazo da Marinha é, todavia, a renovação da frota de superfície.

O ProSuper, nome do programa, compreende 11 navios, com investimentos estimados entre US$ 4 bilhões e US$ 6 bilhões.

A fase atual é de consultas a empresas candidatas à parceria pretendida. Estão sobre a mesa de negociações ofertas da Itália, Reino Unido, Alemanha, Coreia e França. Esse primeiro estágio, com a escolha da parceria, pode sair até o fim do ano.

A primeira fragata ficará pronta entre 2018 e 2019 – a entrega do navio-patrulha ocorre 12 meses antes. Depois da seleção, a complexidade do processo exigirá um ano de discussões para ajuste da transferência de tecnologia, estabelecimento da rede de fornecedores e das compensações comerciais.

Plano completo.

Há um ano, a Marinha apresentou aos empresários do setor um plano completo, abrangendo 61 navios de superfície, mais cinco submarinos, quatro de propulsão diesel-elétrica e um movido a energia nuclear.

O horizonte dessas encomendas vai até 2030.

http://pbrasil.files.wordpress.com/2008/09/mistral_et_tonnerre.jpg

O pacote prioritário, definido como ProSuper, abrange cinco fragatas de 6 mil toneladas com capacidade stealth, de escapar à detecção eletrônica, quatro navios-patrulha oceânicos, de 1,8 mil toneladas, e um navio de apoio, de 22 mil toneladas, para transporte e transferência em alto mar de todo tipo de suprimentos.

A intenção da Marinha é que apenas a primeira fragata e o primeiro patrulheiro sejam construídos fora do País, embora com acompanhamento de técnicos e engenheiros brasileiros. Há grupos diretamente interessados em participar desse empreendimento.

A Odebrecht Defesa e Tecnologia prepara os estaleiros da Enseada do Paraguaçu, na região metropolitana de Salvador, para disputar o ProSuper.

A empresa, associada à francesa DCNS, está construindo em Itaguaí, no Rio, uma nova base naval e mais as instalações industriais de onde sairão os cinco submarinos do Prosub, encomendados por 6,7 bilhões.

Os quatro primeiros, da classe Scorpéne, terão propulsão diesel-elétrica.

O quinto será o primeiro, de um lote de seis unidades movidas a energia nuclear, que a Marinha quer produzir até 2047.

PARA ENTENDER

O programa de reequipamento e reorganização da Defesa contempla Forças Armadas ágeis, especializadas e preparadas para cumprir missões expedicionárias.

Nesse sentido, o advento dos Navios de Múltiplos Propósitos dá substância à teoria por meio de uma estrutura operacional que permite a mobilização rápida de um considerável contingente de combatentes, cerca de 900 militares, com acesso a helicópteros, tanques, lanchas e, sobretudo, a informações de inteligência, processadas a bordo.

Fonte: O Estado de S.Paulo-via Plano Brasil

FX2-governo Dilma Rousseff pode favorecer as relações comerciais entre Brasil e Suécia com a compra dos caças da Saab

FX2-Caça Sueco ganha força nas negocições

https://lh5.googleusercontent.com/-ohUMbboXdjA/TYA_Tot-YFI/AAAAAAAAFFI/9W46syuNLg4/s1600/saabjasgripen-ng.jpg

Segundo Paulo Skaf, presidente da Fiesp, o governo Dilma Rousseff pode favorecer as relações comerciais entre Brasil e Suécia com a compra dos caças da Saab para a Força Aérea Brasileira.

Ainda que o fluxo comercial entre Brasil e Suécia seja “diminuto”, como afirmou Skaf, há uma expectativa de mudança nesse cenário com o avanço dos suecos na negociação dos caças. “Se o governo brasileiro fechar os caças com a Suécia, nosso resultado com eles vai saltar”, antevê o presidente da Fiesp.

As aeronaves da Saab tem ganhado força no debate pela decisão dos caças que comporão a Força Aérea Brasileira com a mudança de governo.

Segundo relatório do Ministério da Defesa divulgado em janeiro, o francês Rafale, da Dassault – que teria grande função diplomática para aperfeiçoamento das relações entre Brasil e França – ficou em último lugar na avaliação dos técnicos da Aeronáutica.

O primeiro lugar foi da sueca Saab, fabricante do Gripen NG. Com a mudança na linha de política externa brasileira, abre-se um novo portal para as aeronaves do país.

“Com o governo Dilma recomeça o processo de análise da questão dos caças. É uma decisão técnica que cabe à Força Aérea Brasileira, à Defesa e a presidente Dilma”, destacou Skaf.


Fonte:Cavok/foto:aircraft-wallpaper

Correios investirá até R$1 Bilhão na criação de Empresa Aérea

Correios do Brasil cria Empresa de Transporte de Carga Aérea

http://cavok.com.br/blog/wp-contents/uploads/2011/05/C-390F_correios1.jpg

Os Correios investirão entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão na criação de sua empresa aérea de transporte de carga, já batizada de CorreiosLog.

Já está certo que a estatal vai comprar aviões da Embraer, com prazo de dois anos para entrega, para fazer a subsidiária decolar.

A frota está estimada em 15 aeronaves.

O objetivo da parceria dos Correios com a Embraer é reduzir custos, incentivar a indústria nacional e gerar empregos.

A logística de transporte é um dos problemas mais graves dos Correios. Estudos da estatal indicam que sua capacidade de entregar as correspondências dentro do prazo se esgotará em um ano e meio.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, deu prazo de seis meses para que a direção dos Correios defina o modelo pelo qual deverá colocar a CorreiosLog no ar – se pela compra de empresa já existente ou criação de uma nova empresa – e aprove o plano de negócios, de forma que a subsidiária comece a operar até o primeiro semestre de 2012.


Fonte:Cavok

Embraer emite uma DA para seu Ejet 190

Embraer comunica: diretriz de aeronavegabilidade para o Embraer 190

http://www.agenciat1.com.br/wp-content/uploads/2011/04/embraer-190-jet-120-etops.jpg

São José dos Campos – Em nota, a Embraer comunica que “com relação às notícias divulgadas nos dias 19 e 20 de maio (quinta e sexta-feira),relacionadas ao assunto “ANAC pede mudança em manutenção em Embraer 190 para evitar riscos de falhas estruturais”, baseadas no documento AD EH 2011-05-04 divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), a Embraer esclarece que esta Diretriz de Aeronavegabilidade (DA) foi emitida para atender formalmente aos requisitos das autoridades e que não tem nenhum impacto nas operações e na segurança em voo das aeronaves.

A DA determina uma atualização no programa de manutenção e altera os intervalos de algumas inspeções estruturais, sendo baseada nos Requisitos do Teste de Fadiga em Escala Real (Full Scale Fatigue Test Requirements) para certificação de aeronaves, conforme determinações da ANAC, FAA (EUA), EASA (Europa) e TCCA (Canadá).

Nenhuma inspeção estrutural não programada para o Embraer 190 está sendo solicitada por esta DA.

A DA é uma atualização divulgada pelas autoridades de aeronavegabilidade, sendo um processo normal na indústria para atender a questionamentos posteriores ao processo de certificação da aeronave.

Neste procedimento normal, as autoridades emitem Diretrizes de Aeronavegabilidade para comunicar tais questões a todos os operadores das aeronaves”.


Fonte:Portal Fator Brasil/foto:agenciat1

Infraero homologa licitação para módulo em Cuiabá

Infraero homologa licitação para módulo em Cuiabá

http://www.copanopantanal.com.br/foto/4575.jpg

A Infraero homologou na semana passada a licitação para implantação do Módulo Operacional no Aeroporto Internacional de Cuiabá/Marechal Rondon, em Várzea Grande (MT). A empresa vencedora foi a Engeglobal Construções, e o valor do investimento será de R$ 2,2 milhões.

A Engeglobal tem cinco dias para apresentar garantia contratual, depois de convocada para assinatura do contrato. Após a emissão da Ordem de Serviço, quando serão iniciadas as obras efetivamente, a empresa terá 150 dias para o fornecimento, implantação, montagem e instalação.

A ampliação é parte do cronograma de obras da Infraero em aeroportos relacionados com Copa do Mundo de 2014. O módulo terá as funções de sala de desembarque para suporte ao atendimento da demanda.

A estrutura terá uma área de 675 m² e ampliará a capacidade operacional do aeroporto em 700 mil passageiros ao ano.

Fonte:Panrotas-por:Claudio Schapochnik

Airbus apresenta nova marca, cores e nomes para jatos corporativos

Airbus apresenta nova marca, cores e nomes para jatos corporativos


http://www.asasbrasil.com.br/flight/wp-content/uploads/2011/05/Airbus_ACJ319.jpg

Mudança reflete similaridade em toda a família de jatos corporativos.

A Airbus apresentou nova marca, cores e nomes para seus jatos corporativos, refletindo melhorias nas aeronaves, a cultura da companhia de inovação e similaridade da família.

As novas cores incluem sombreamento azul metálico na maior parte da fuselagem e da cauda, realçadas por fluidez de curvas que ecoam os padrões de cores normalmente escolhidos pelos clientes de jatos corporativos da Airbus, acompanhadas pelo novo logo “Airbus Corporate Jets”.


Como parte dessa nova marca, uma nova nomenclatura também foi apresentada. “Airbus ACJ” agora precederá o modelo da aeronave de qual cada jato corporativo deriva, o A318 tornando-se o Airbus ACJ318, e assim por diante em toda a família, até o Airbus ACJ380.

“A Airbus tem sido inovadora sempre, regularmente apresentando melhorias para o benefício de seus clientes, e queríamos refletir isso em nossa família de jatos corporativos apresentando nova marca, cores e nomes que fornecem uma aparência mais nova e moderna”, declarou o executivo-chefe de Operações da Airbus, Clientes, John Leahy. “Uma de nossas maiores forças é ter a família de aeronaves mais moderna do mundo, e a nova marca de jatos corporativos da Airbus reflete isso”, acrescentou.

Com o conceito da família Airbus, inovações apresentadas em um membro da família constrói o caminho para a implantação em outros, permitindo a mais ampla difusão possível de benefícios para os clientes.

Os jatos corporativos da Airbus oferecem a cabine mais larga e mais alta de qualquer jato comercial, proporcionando aos clientes conforto, espaço e liberdade de movimentos inigualáveis.

Eles oferecem aos clientes o conforto que eles desejam no tamanho que precisam, desde configurações para negócios até layouts luxuosos.

Os jatos corporativos da Airbus também são a maior e mais moderna família de jatos corporativos do mundo, capazes de transportar de 19 a mais de 100 passageiros entre os continentes.

Os jatos corporativos possuem cabines que permitem aos passageiros levar para o voo o conforto e o espaço que eles já desfrutam em casa e no escritório, assim como características que os diferenciam de suas aeronaves homólogas.

Para as aeronaves Airbus ACJ318, ACJ319 e ACJ320, as características incluem estrutura reforçada e tanques centrais extras (ACTs) para maior alcance, escada embutida para maior autonomia, e motores de alta potência para bom desempenho de decolagem.

As modernas aeronaves Airbus usam novas tecnologias como desenho aerodinâmico para economia de combustível; novos materiais para economia de peso, como fibra de carbono; bem como cockpit comum e manutenção centralizada para simplificar a manutenção e minimizar custos.

A similaridade do cockít da Airbus se estende para toda sua família de aeronaves, desde as menores até as maiores, tornando mais fácil, rápido e menos dispendioso para os pilotos a transição entre elas, além de criar uma grande comunidade de pilotos aos quais os operadores corporativos podem recorrer.

A Airbus é o único fabricante a oferecer uma família moderna de aeronaves em todos os sentidos, oferecendo aos seus clientes todos esses benefícios e muito mais.

Os jatos corporativos da Airbus já conquistaram mais de 170 vendas até hoje, e estão voando em todos os continentes, incluindo a Antártida.


Fonte:Portal Fator Brasil/video:/foto:asasbrasil

Alitalia lança voo direto entre Roma e Rio de Janeiro

Alitalia lança voo direto entre Roma e Rio de Janeiro


O novo voo parte da estratégia de crescimento intercontinental da Companhia, que também terá novo voo para Pequim.

O novo voo Roma-Rio de Janeiro começará a operar em 02 de junho de 2011.

A Alitalia será a única companhia a garantir voos de linha direta entre a Itália e o Rio de Janeiro e se tornará a primeira companhia nos voos entre a Itália e o Brasil com uma oferta completa de 11 frequências semanais para o país: São Paulo com sete e Rio de Janeiro com quatro – em junho de 2011, a companhia iniciará a rota com três voos semanais e no mês seguinte já ampliará para quatro.

A partida do aeroporto de Roma Fiumicino será às 22h30, às segundas-feiras, quartas-feiras, sábados e domingos.

O voo terá chegada prevista no Rio de Janeiro (aeroporto do Galeão) às 5h40, horário local. Do Rio de Janeiro, a decolagem será às 14h45, às segundas-feiras, terças-feiras, quintas-feiras e domingos.

A chegada em Roma (Aeroporto de Fiumicino) será as 7h10, horário local. Os horários foram estudados para garantir aos passageiros conexões com voos domésticos (passageiros vindos de outros pontos do Brasil) além de ótimas conexões a partir de Roma para os destinos internacionais da Companhia Aérea.

“O início do novo voo Roma-Rio de Janeiro faz parte da estratégia de desenvolvimento e de crescimento da oferta intercontinental da Alitalia e, além do voo Roma-Rio, a Alitalia também começa a operar no mês de junho sua rota Roma-Pequim, expandindo assim a oferta de voos para a Ásia, onde a companhia já possui uma grande oferta para o Japão, declarou Marco Sansavini, EVP Global de Vendas e Distribuição da Alitalia.

Rio de Janeiro, um destino desejado pelos italianos- A demanda pelo voo Roma-Rio surgiu, principalmente, devido ao grande interesse do mercado italiano pela cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com estudos feitos pela Alitalia, 60% da demanda da rota deve ser italiana.

“O objetivo é oferecer uma conexão direta entre a Itália e a cidade do Rio de Janeiro, destino turístico já reconhecido mundialmente e que ganha mais visibilidade com a realização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil.

Além disso, o voo oferece aos brasileiros mais uma opção de conexão direta entre o Brasil e a Itália, sendo Roma o principal hub de acesso aos mais variados destinos turísticos italianos e da Europa.”, disse Alessandro Innocenzi, VP de Vendas para a América Latina.

O voo Roma-Rio será operado com um dos novos Airbus A330, que fazem parte do processo de renovação da frota de longa distância.

Estes aviões apresentam uma nova configuração interna em três classes de viagem: a econômica Classica (175 assentos), a premium economy Classica Plus, com 21 assentos e a executiva Magnifica com poltronas leito de última geração e um serviço de excelência, com 28 assentos.

Os clientes podem obter mais informações e aquisição de passagem para o novo voo Rio de Janeiro - Roma, por meio do site Alitalia.com [www.alitalia.com] ou pela Central de Vendas da companhia, pelo telefone (11) 2171-7676. Também é possível consultar as agências de viagens.


Fonte:Portal Fator Brasil

França e Grã-Bretanha vão usar helicópteros na Líbia

França e Grã-Bretanha vão usar helicópteros na Líbia

http://cavok.com.br/blog/wp-contents/uploads/2011/05/Augusta_Westland_Apache_635.jpg

PARIS/MISRATA - A França e a Grã-Bretanha vão usar helicópteros nas operações na Líbia, disseram autoridades francesas na segunda-feira. A decisão busca realizar ataques aéreos com mais precisão contra as forças do líder Muammar Gaddafi.


O bombardeiro contínuo contra o porto controlado pelos rebeldes na cidade de Misrata, no oeste do país, mostra o tamanho do problema enfrentado pelas forças rebeldes e pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).


Os rebeldes disseram que as forças de Gaddafi estão tentando avançar na cidade sitiada sob cobertura de mísseis e morteiros.

Autoridades do hospital local disseram que duas pessoas foram mortas e várias ficaram feridas na batalha de segunda-feira em Misrata. Mais tarde, fortes explosões foram ouvidas durante uma hora do lado de fora da cidade.

Um porta-voz dos rebeldes afirmou que as forças leais a Gaddafi bombardearam a cidade de Zintan, também controlada pelos rebeldes, e posicionaram tropas próximas de outra cidade na região montanhosa na fronteira com a Tunísia, intensificando operações no fronte ocidental da guerra.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, em entrevista à CBS News, disse que a pressão sobre Gaddafi estava aumentando.

"Acho que estamos vendo um progresso lento, porém estável. A pressão sobre o regime de Gaddafi aumentou a ponto de a esposa e filha de Gaddafi cruzarem a fronteira para a Tunísia nos últimos dois dias", ela disse. "O ministro do Petróleo desertou."

Ao confirmar a utilização de helicópteros de guerra, o ministro das Relações Exteriores francês, Alain Juppé, disse a repórteres em Bruxelas que a decisão estava de acordo com a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) de proteger os civis líbios e as operações militares da OTAN.

"O que queremos fazer é melhorar nossos ataques para garantir que alvos no solo sejam atingidos com mais precisão", disse. "Este é o objetivo ao usar os helicópteros."

Os bombardeios da Otan prejudicaram Gaddafi, mas não foram suficientes para resolver o impasse entre as forças do governo e os rebeldes. Ainda que os helicópteros facilitem o ataque contra alvos urbanos ou camuflados, eles são mais vulneráveis à armas antiaéreas das tropas de Gaddafi.

Os britânicos também estavam enviando helicópteros, disse o ministro francês da Defesa, Gerard Longuet, mas nenhum outro país planejar fazer o mesmo.

A Grã-Bretanha foi lacônica. "Nós não temos o hábito de falar sobre quaisquer novas missões que empreendemos até que estejam em funcionamento", disse um porta-voz do governo britânico.

O jornal francês Le Figaro publicou reportagem dizendo que 12 helicópteros, que podem realizar ataques mais precisos contra as forças pró-Gaddafi se comparados com aeronaves de asas fixas, foram enviados para a Líbia a partir do navio de guerra francês Tonnerre em 17 de maio.

Uma resolução do Conselho de Segurança da ONU permite que a Otan realize ataques aéreos contra as forças de Gaddafi para defender os civis, mas explicitamente exclui qualquer ocupação militar.

Um porta-voz da Otan disse que não sabia se os helicópteros ficariam sob o comando da organização.

"A Otan está ciente que o governo francês decidiu mandar outro navio para se juntar às operações no Mediterrâneo sob comando nacional. A coordenação das atividades deste navio com as operações da Otan podem acontecer no futuro, se e quando for necessário", disse.

Críticos como a Rússia acusaram a Otan de ter excedido o seu mandado ao buscar uma ação sistemática para forçar o fim do governo de 41 anos de Gaddafi.

Fonte:Reuters-(Reportagem adicional de Joseph Logan, em Trípoli; de Sherine El Madany, em Benghazi; de Joseph Nasr, em Berlim; de David Brunnstrom, em Bruxelas; de Avril Ormsby, em Londres; de Tulay Karadeniz, em Ancara; e de Steve Gutterman, em Moscou)/Vídeos:

Al Jazeera/foto:Cavok



OTAN efetua novos bombardeios na capital da Líbia

Fortes explosões são ouvidas na capital da Líbia



TRÍPOLI - Fortes explosões foram ouvidas em Trípoli, capital da Líbia, na madrugada de terça-feira (horário local), e um porta-voz do governo afirmou que os ataques da Otan mataram três pessoas e feriram outras 150.


O porta-voz Mussa Ibrahim disse que os ataques aéreos tiveram como alvo o complexo da Guarda Popular, que estava praticamente vazio, e vitimaram pessoas que moravam nos arredores da instalação.

Aviões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) têm realizado ataques na Líbia há mais de dois meses, desde que a Organização das Nações Unidas (ONU) autorizou "todas as medidas necessárias" para proteger civis das forças do líder Muammar Gaddafi na guerra civil que toma conta do país.


Anteriormente foram ouvidos aviões e ao menos uma dúzia de fortes explosões, além de uma coluna de fumaça ter sido avistada. Autoridades estavam levando repórteres estrangeiros para ver as vítimas em um hospital.

Um correspondente da TV Al Arabiya, monitorada no Cairo, disse que 17 mísseis atingiram várias partes de Trípoli.



Fonte:Reuters-(Reportagem de Joseph Logan, em Trípoli; e de Sami Aboudi, no Cairo)/Video:

Soyuz TMA-20 aterrissa com sucesso no Cazaquistão

Soyuz TMA-20 aterrissa com sucesso no Cazaquistão

Cápsula russa Soyuz TMA-20, com três tripulantes, pousa em segurança no Cazaquistão. (Foto: Mikhail Metzel / AP Photo)

Cápsula russa Soyuz TMA-20, com três tripulantes, pousa no Cazaquistão. (Foto: Mikhail Metzel / AP Photo)
Nave russa trouxe à Terra um russo, um italiano e uma norte-americana. Eles passaram 159 dias no espaço, 157 dias na ISS.

A nave russa Soyuz TMA-20, com três tripulantes a bordo, aterrissou com sucesso na cidade de Dzhezkazgan, no Cazaquistão, às 8h27 da hora local (23h27 em Brasília), após uma missão de cinco meses na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), informou a agência espacial norte-americana (NASA).


A Soyuz TMA-20, tripulada por Dmitri Kondratiev (russo e comandante da nave), Catherine Coleman (norte-americana) e Paolo Nespoli (italiano), havia sido lançada ao espaço em 15 de dezembro a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

Segundo a Nasa, Kondratiev voltará ao Centro de Treinamento de Cosmonautas Yuri Gagarin, na chamada Cidade das Estrelas, próxima a Moscou, enquanto Coleman, astronauta da NASA, e Nespoli, da Agência Espacial Europeia (EUA), voarão diretamente a Houston, nos Estados Unidos.



Os três tripulantes passaram 159 dias no espaço, 157 deles na ISS. Durante a missão trabalharam em mais de 150 experimentos em condições de microgravidade.

Dos três astronautas, a veterana é Catherine Coleman, de 50 anos, com três viagens espaciais, seguida de Nespoli, 53, com duas missões, e Kodratiev, 41, que teve sua primeira experiência.



Fonte:Associated Press e Efe-via:G1.com/Vídeos:;

NASA

Tornado mata ao menos 116 pessoas no Meio-Oeste dos EUA

Tornado mata ao menos 116 pessoas no Meio-Oeste dos EUA



http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2011/05/23/midwest-storms_fran9.jpg

JOPLIN, Estados Unidos - Um tornado gigantesco com quase 1,5 quilômetro de extensão matou pelo menos 116 pessoas em Joplin, no Missouri, quando passou pelo centro da pequena cidade no Meio-Oeste dos Estados Unidos, arrancando o teto de um hospital e destruindo centenas de casas e empresas.



O Instituto de Meteorologia norte-americano disse que o tornado que devastou a cidade de 50 mil habitantes à noite foi o mais mortal a atingir o país desde 1953.

Autoridades dos serviços de emergência disseram que 116 pessoas morreram e cerca de 400 ficaram feridas. De acordo com autoridades locais, diversas pessoas apresentavam lesões internas muito sérias.

Sete pessoas foram resgatadas, disse o governador do Missouri, Jay Nixon, em entrevista coletiva em Joplin. Equipes dos serviços de emergência fizeram buscas por sobreviventes durante a noite e na segunda-feira enquanto chovia e trovoava.

http://3.bp.blogspot.com/-4YxJAarEy3Y/TdpHwIcikbI/AAAAAAAAWTI/NwjI2UkdlGM/s400/tornado-1.jpg

Os sobreviventes da tempestade contaram histórias assustadoras de serem levados pelos ventos de 306 a 318 quilômetros por hora, de tentar se esconder em refrigeradores de restaurantes e em lojas de conveniência, se encolhendo em banheiras ou em closets, ou de correr para salvar a suas vidas quando o tornado chegou.


http://blogdomeireles.com.br/wp-content/uploads/2011/05/49xqbvtv3u3h8i83jyt6on8n6.jpg

"Estávamos sendo atingidos por pedras e eu nem sei o que me acertou", disse Leslie Swatosh, de 22 anos, que se jogou no chão de uma loja de bebidas com outras pessoas que se seguravam umas nas outras e rezavam.

Quando o tornado passou, a loja estava destruída, mas quem conseguiu entrar e se jogar no chão sobreviveu. "Todos na loja foram abençoados. Não sobrou nada lá", ela disse.

Mais tempestades agressivas estão previstas para a região, em um ano com tornados de força recorde em vários Estados. Para complicar ainda mais os esforços de resgate, as linhas de eletricidade caíram, os encanamentos de gás quebrados deram início a incêndios e a telefonia celular não estava funcionando por conta de 17 torres derrubadas.

"Nós ainda achamos que há gente viva embaixo dos destroços e estamos trabalhando duro para alcançá-los", disse Nixon.

Vários corpos foram encontrados na rua dos principais restaurantes da cidade, na área comercial de Joplin, que foi atingida em cheio pelo tornado, assim como um lar de idosos, disse Mark Bridges, xerife do condado de Newton.

Devastando um caminho de 9,5 quilômetros de distância com 1 quilômetro de largura, o furacão devastou bairros inteiros, destruiu árvores, virou carros e caminhões de cabeça para baixo. Cerca de 2 mil casas e várias empresas, escolas e outros prédios foram destruídos.

No hospital St John, 180 pacientes se encolheram para se proteger da força dos ventos que destruíram janelas e arrancaram o telhado. De acordo com o principal meteorologista do AccuWeather.com Alan Reppert, exames de raios x do hospital foram encontrados a cerca de 100 quilômetros de distância.

Os moradores da cidade foram avisados com 20 minutos de antecedência quando as 25 sirenes de alerta tocaram na cidade do Missouri às 18h no horário local, disse o diretor de gerenciamento de emergências do condado de Jasper, Keith Stammers.

Mas o governador disse que muitas pessoas não conseguiram chegar aos abrigos em tempo. "Em resumo, a tempestade estava tão ensurdecedora que muitos provavelmente não conseguiram ouvir as sirenes." Ele declarou estado de emergência e pediu ajuda à Guarda Nacional do Missouri.

Estimativas apontam que 20 mil casas e empresas estão sem energia em Joplin. Para ajudar nas comunicações, a Verizon Wireless, subsidiária da Verizon Communications, disse que vai instalar três torres temporárias de telefonia celular para fornecer o serviço sem fio de emergência.

O tornado de Joplin foi o mais recente em uma série de furacões poderosos que trouxeram morte e devastação em vários Estados. Eles acompanharam as inundações no vale do rio Mississippi, que teve uma quantidade histórica de enchentes.

Tornados mataram mais de 300 pessoas e causaram mais de 2 bilhões de dólares de prejuízos em Estados do sul dos Estados Unidos no mês passado, matando mais de 200 pessoas apenas no Alabama.



Fonte:Reuters-Por Kevin Murphy/(Reportagem adicional de David Bailey, Colleen Jenkins, Chris Michaud, Tim Ghianni e Scott DiSavino)/Vídeo:BBC Brasil/fotos:blogdomeireles;anjoseguerreiros;grandetribulacao

Cinzas de vulcão na Islândia deixam Europa sob alerta

Cinzas de vulcão na Islândia deixam Europa sob alerta

REYKJAVIK - A Grã-Bretanha informou que alguns voos podem ser prejudicados em várias partes do país na terça-feira por conta de uma nuvem de cinzas de um vulcão islandês, mas não esperava uma repetição do caos aéreo provocada no ano passado.


O instituto de meteorologia britânico prevê que as nuvens de cinza vulcânica vão cobrir Irlanda, Irlanda do Norte, Escócia e partes do norte da Inglaterra a partir das 6h locais (3h da madrugada em Brasília).

Preocupações com os efeitos das nuvens anteciparam a viagem de volta do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, da Irlanda. Agora, ele deve chegar à Inglaterra na segunda-feira à noite para uma visita de Estado.


A Autoridade de Aviação Irlandesa disse que voos procedentes e com destino à Irlanda podem ter problemas no fim da semana, mas não nas próximas 48 horas.

O principal aeroporto islandês reabriu com atraso na segunda-feira, enquanto outras partes da Europa seguiam em estado de atenção.

A empresa britânica de controle do tráfego aéreo NATS disse que a erupção poderá afetar a Escócia a partir das 17h locais (14h em Brasília).

A companhia área holandesa KLM, parte da Air France-KLM, disse na segunda-feira que cancelou 16 voos procedentes ou destinados a quatro cidades britânicas e os reprogramou para terça-feira. Voos para Aberdeen, Glasgow, Edinburgh e Newcastle devem ser cancelados na terça-feira de manhã, acrescentou.

No ano passado, as cinzas de outro vulcão islandês causaram o cancelamento de 100 mil voos, deixando no solo 10 milhões de passageiros e gerando perdas estimadas em 1,7 bilhão de dólares para o setor de aviação.

Ao ser questionado se a nuvem de cinzas poderia prejudicar voos desta vez, um porta-voz para a Autoridade Britânica de Aviação Civil disse: "Isto é, aparentemente, certeza no atual momento."


A organização que controla o tráfego aéreo europeu disse que se as emissões vulcânicas continuarem no mesmo ritmo, a nuvem poderia chegar ao oeste da França e ao norte da Espanha na quinta-feira.


O presidente francês, Nicolas Sarkozy, deve receber Obama e outros líderes do G8 ainda nesta semana.

As autoridades apoiaram regras mais relaxadas para voar através das cinzas, depois de críticas por conta da postura classificada como rigorosa demais.

"Acredito que os reguladores estão mais sensíveis neste ano do que no ano passado", disse Michael O'Leary, principal executivo da Ryanair, em teleconferência. "Estamos cautelosamente otimistas pensando que isso não vai estragar tudo novamente neste ano."

Ainda assim, as ações das companhias aéreas caíram entre 3 a 5 por cento.

O Grimsvotn entrou em erupção no sábado e colunas de fumaça atingiram 20 quilômetros de altura. É a erupção mais poderosa do vulcão desde 1873, e mais forte que a do vulcão que causou problemas no ano passado.

Mas os cientistas dizem que o tipo de cinza expelida por esse vulcão é mais difícil de dispersar e os ventos, até agora, têm sido mais favoráveis.




Fonte:Reuters-Por Omar Valdimarsson e Ingolfur Juliusson/(Reportagem adicional de Tim Hepher, Niklas Pollard, Kate Kelland, Christopher Le Coq, Michael Smith, Harry Suhartono, Alison Leung e Michael Holden)/Vídeo reportagem :G1.com; ;
Al Jazeera

Avião da TAM faz pouso de emergência por causa de ameaça de bomba

Avião da TAM faz pouso de emergência por causa de ameaça de bomba



O voo ia de Porto Seguro para São Paulo na noite de sábado (20). Um dos passageiros afirmou que tinha uma bomba a bordo, Os peritos revistaram a aeronave mas não encontraram nada.

A PF afirma que o homem que denunciou o explosivo estava embriagado.



Fonte:G1.com

Caixas-pretas indicam erro de piloto em acidente com o voo 447 da Air France

Caixas-pretas indicam erro de piloto em acidente da Air France


Descobertas preliminares dos gravadores do avião da Air France que caiu no oceano Atlântico quando fazia a rota Rio de Janeiro-Paris em 2009 apontaram que os pilotos da aeronave se distraíram com o mal funcionamento dos indicadores de velocidade e falharam em gerenciar corretamente outros sistemas críticos, disse o Wall Street Journal nesta terça-feira, citando fontes familiarizadas com o tema.

A tripulação não seguiu procedimentos padrão para manter a velocidade e manter o nível do nariz da aeronave após o Airbus A330 encontrar alguma turbulência e congelamento inesperado a uma altitude de 35 mil pés, afirmou a publicação.

Representantes da Airbus e da Air France não estavam disponíveis para comentar a notícia fora do horário comercial.

O Wall Street Journal afirmou que os gravadores do cockpit mostraram que os pilotos aparentemente ficaram confusos pelos alarmes que apareciam em seus instrumentos e, apesar de tentar responder sistematicamente a cada um dos avisos, não conseguiram controlar o caos e manter um curso constante.

As descobertas obtidas com os gravadores, que devem ser divulgadas na sexta-feira, devem mostrar que o avião desacelerou perigosamente após o desligamento do sistema de piloto automático.

O acidente matou todas as 228 pessoas a bordo do voo 447.



Fonte:Reuters-(Reportagem de Abhiram Nandakumar em Bangalore)

19/05/11

Airbus Aumenta produção do A320

Airbus Aumenta produção do A320 para 42 aeronaves por mês


http://www.guiametal.com.br/uploads/images/size_590_fabrica-airbus.jpg


A Airbus aumentará a taxa de produção mensal de suas aeronaves A320 para 42 unidades no quarto trimestre de 2012, de acordo com um comunicado emitido pela fabricante nessa quarta-feira, dia 18 de maio.

Atualmente a Airbus produz 36 aeronaves A320 por mês, uma taxa de produção que seguira aumentando para 38 em agosto de 2011 e para 40 no primeiro trimestre de 2012.

Atualmente a taxa de produção da família Airbus A330 é de 8,5 por mês, aumentando aumentando para nove no começo de 2012 e dez no segundo trimestre de 2013.

A Airbus entregou um total de 510 aeronaves em 2010, incluindo 401 aeronaves A320. Até o final de abril, a Airbus já havia entregue 132 aeronaves A320.


FOnte:Cavok/foto:Maurizio Gambarini AFP

Sikorsky entrega Helicóptero CH-148 para o Canadá

Sikorsky entrega Helicóptero CH-148 para o Canadá

http://media.defenseindustrydaily.com/images/AIR_H-92_CH-148_Concept_lg.jpg

O primeiro helicóptero marítimo interino, o CH-148 Cyclone, foi entregue pela Sikorsky para a Ala 12 de Shearwater, Nova Scotia, na semana passada, no dia 13 de maio, no apoio ao treinamento das tripulações e técnicos de manutenção das Forças Armadas Canadenses no Projeto de Helicóptero Marítimo.

http://ipolitics.ca/wp-content/uploads/2011/05/CH-148-Sikorsky-300x199.jpg

“A chegada desse helicóptero em Shearwater demonstra o progresso com esse projeto e nos leva um passo a frente para entrega da capacidade do Helicóptero Marítimo que vai oferecer para as Forças Canadenses um moderno e flexível helicóptero para apoiar os interesses de defesa do Canadá e dos canadenses agora e no futuro,” disse Peter MacKay, Ministro da Defesa Nacional do Canadá.

A chegada do helicóptero não foi considerada uma entrega oficial pois até agora a Sikorsky ainda não cumpriu todas exigências de entrega contratuais.

O helicóptero ainda permanece em nome da Sikorsky até que todas exigências sejam cumpridas.

As Forças Canadenses aceitarão oficialmente o helicóptero e assumirão a propriedade do helicóptero assim que os militares canadenses emitirem certificado de aeronavegabilidade e uma vez que a tripulação de voo seja totalmente treinada.


Fonte:Cavok/Foto:defenseindustrydaily.com;ipolitics.ca

A Presidente Dilma Rousseff envia ao Senado nome para comando da ANAC

A Presidente Dilma Rousseff envia ao Senado nome para comando da ANAC


http://2.bp.blogspot.com/_il2Cj2zlnyE/TI4tnHsVmPI/AAAAAAAAFVk/2pPy4J2jghA/s1600/ANAC.jpg



A presidente Dilma Rousseff enviou para apreciação junto ao Senado Federal o nome de Marcelo Pacheco dos Guaranys (foto) para o cargo de diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Guaranys já foi diretor da Anac, cargo que deixou em março. Porém, como o único cargo vago no órgão atualmente é o de diretor-presidente, o mercado já dá como certa a indicação de Guaranys, atual assessor da Casa Civil, para a presidência do órgão de aviação.

O cargo está vago desde a saída, também no final de março, de Solange Vieira.

A novidade já foi publicada no Diário Oficial da União, mas ainda depende da aprovação do Senado e de uma segunda nomeação da presidente Dilma Rousseff, caso a intenção seja mesmo que Guaranys presida a ANAC.


Fonte:Panrotas-por:Fabíola Bemfeito/fotos:Panrotas;Arquivos voarnews
Loading...